Transforme sua coleção de livros com clássicos da literatura 

 Veja títulos que marcaram a história da literatura nacional e internacional, e que não podem faltar na sua coleção

Veja títulos que são verdadeiras relíquias da literatura e inclua na sua biblioteca

Veja títulos que são verdadeiras relíquias da literatura e inclua na sua biblioteca

Pixabay

Alguns livros se transformaram em peças-chave atemporais, tanto para conhecimento e estudo de estilo, como para entender um período da humanidade. Os clássicos, como são conhecidos, devem estar presentes nas coleções pessoais, seja para os que já são fãs de leitura ou para quem está iniciando no mundo dos livros. 

O livro A divina comédia, de Dante Alighieri, é um poema clássico da literatura italiana e mundial com características épica e teológica. Escrito no século XIV, é dividido três partes: o Inferno, o Purgatório e o Paraíso. 

box Clássicos da literatura brasileira e americana reúne três obras-primas, de três grandes escritores da literatura universal: Guimarães Rosa, Gore Vidal e Mário de Andrade. O livro Sagarana foi o primeiro publicado por Guimarães Rosa, ambientado no interior de Minas Gerais. Em Criação, de Gore Vidal, a história se passa no século V a.C., período em que se conceberam ideias filosóficas, sociais e políticas, que mudaram o curso do mundo antigo. Já Contos Novos, obra póstuma de Mário de Andrade, traz um mergulho na realidade social e psíquica do homem brasileiro.

Um verdadeiro tesouro da literatura internacional, O homem invisível foi lançado em 1897 e conta a história de Griffin, um ambicioso cientista inglês que, após desenvolver uma fórmula que o torna invisível, perambula com o rosto coberto por bandagens, intrigando os habitantes de um vilarejo. 

Clássicos absolutos da literatura universal e coleção insdispensável para os apaixonados por mitologia grega, o box Ilíada & Odisseia traz as obras fundadoras da literatura ocidental. Os livros contam a história da guerra de Troia e do retorno de Ulisses a sua terra natal. 

Um bom livro para ter na biblioteca e despertar o hábito de leitura dos adolescentes, Dom Quixote traz as aventuras do cavaleiro e de seu fiel escudeiro, Sancho Pança, contadas por meio de um texto dinâmico e acessível. As ilustrações contribuem para o caráter clássico do livro, e há um apêndice sobre o autor e Quixote na literatura, pintura e cinema.

Quando se fala em Jane Austen, três clássicos logo surgem na lembrança: o box Jane Austen Razão e sensibilidade, Orgulho e preconceito e Persuasão. No primeiro, as irmãs Elinor e Marianne representam uma dualidade, de maneira alternada, ao longo da narrativa. As expectativas vividas pelas duas apontam para um excelente panorama da vida das mulheres de sua época, cheio de regras e injustiças. Já em Orgulho e preconceito, o mais famoso da autora, aborda aspectos diferentes: orgulho encontra preconceito, ascendência social confronta desprezo social, equívocos e julgamentos antecipados conduzem alguns personagens ao sofrimento e ao escândalo. Por fim, Persuasão, o último romance de Jane Austen, enaltece a constância do amor, no tempo das guerras napoleônicas, na Inglaterra. A história descreve como uma mulher pode permanecer fiel ao seu passado e, ainda assim, pensar em um futuro feliz.

Um cientista londrino viaja a bordo de uma Máquina do tempo do século XIX para o ano de 802.701. Chegando no que seria a Londres do futuro, o viajante do tempo encontra duas espécies que evoluíram do ser humano: os Eloi, que viviam na superfície, e os Morlocks, que se escondiam da luz no subterrâneo. O viajante perde a sua máquina do tempo e com apenas uma caixa de fósforos, se pergunta se conseguirá retornar ao presente.