Idosa adota cachorro rejeitado em mais de dez eventos de adoção

Após diversas tentativas, Romeu, 3 anos, ganhou uma casa definitiva durante a pandemia do novo coronavírus

Romeu abraçado ao brinquedo no evento de adoção; O animal já no novo lar

Romeu abraçado ao brinquedo no evento de adoção; O animal já no novo lar

Divulgação/Projeto Kaotinho

Romeu é um simpático vira-lata resgatado pela ONG Projeto Kaotinho, em São Paulo. O cachorro, que tem apenas três anos, participou de mais dez eventos de adoção e nunca encontrou uma família. Até que a boa notícia chegou durante o período de isolamento social: uma idosa se apaixonou pelo animal.

Rose, de 83 anos, perdeu o marido recentemente e se sentia sozinha. Ao ver os posts com a história do cão, a nora achou que ele pudesse ser uma boa companhia para a idosa, e entrou em contato com a instituição.

O animal foi resgatado, ainda machucado, em uma Estrada de São Paulo

O animal foi resgatado, ainda machucado, em uma Estrada de São Paulo

Divulgação/Projeto Kaotinho

Deu certo! Foi amor à primeira vista e Romeu foi adotado no meio da pandemia. Deixou o canil que dividia com outros animais para dormir em uma cama quentinha.

“A adoção está ótima, fazemos acompanhamento semanal. Ele e senhora Rose são um grude só, trocam carinho o dia inteiro. Os filhos moram na mesma rua e, todos os dias, passam para pegá-lo e levam para passear. Está indo tudo ótimo”, conta a veterinária Alexandra Costa Donato, idealizadorado Kaotinho.

A tutora, de 83 anos, encontra Romeu pela primeira vez

A tutora, de 83 anos, encontra Romeu pela primeira vez

Divulgação/Projeto Kaotinho

Resgate

Romeu foi resgatado em setembro de 2018, estava machucado e perambulando há dias na  Estrada da Roseira. Chegou ao abrigo ferido, com rabo cortado e bicheiras comendo a pele. Tinha aproximadamente um aninho.

Após a recuperação, participou de eventos sem sucesso. Em maio de 2019, foi adotado por uma família que assinou termo de responsabilidade.  Mas, um ano depois, foi devolvido ao Kaotinho, durante a pandemia do novo coronavírus, com a justificativa de mudança na rotina do casal.

Depressivo e com uma tristeza profunda, o cachorro chorava muito e não conseguia ficar sozinho. Foi levado para a casa da veterinária para na tentativa de minimizar os efeitos do abandono.

A ONG fez uma postagem contando o drama do animal e a história viralizou. Internautas comovidos com a situação ajudaram a procurar um lar para o Romeu. Final feliz!