É de comer Restaurante 3 estrelas Michelin é destruído pelo fogo nos EUA

Restaurante 3 estrelas Michelin é destruído pelo fogo nos EUA

Atingido pelos incêndios da Califórnia, o restaurante do resort Meadowood sucumbiu.  A cozinha de luxo foi consumida pelo aquecimento global.

  • É de comer | Do R7

Restaurante de luxo em chamas na Califórnia

Restaurante de luxo em chamas na Califórnia

Redes Sociais @adamhousley

O fogo apagou 3 estrelas e consumiu uma história. O restaurante de luxo com pontuação máxima no guia Michelin, Meadowood, e uma vasta propriedade vinícola não resistiram ao fenômeno chamado de glass-fire, que atinge a região de Nappa&Sonoma Counties, na Califórnia – EUA. Cenas divulgadas nas redes sociais mostram o estabelecimento em chamas. Os bombeiros não conseguiram salvar a instituição. Imagens divulgadas no twitter mostram o fogo consumindo vários imóveis da propriedade.


Os donos disseram à imprensa local que farão de tudo para reconstruir o restaurante, que faz parte de um complexo vinícola e de um resort. A casa contava com a própria horta, estufa e até uma granja. A cozinha valorizava o produto que ia diretamente do campo à mesa, mas com a técnica  de um comandante que passou anos na França: o chef Christopher Kostow. O restaurante havia reaberto as portas em julho, depois de meses fechado por causa da pandemia do novo coronavírus. Na época, em carta aberta, o chef Kostow falou da contradição em reabrir um restaurante de luxo ao qual poucos podem ter acesso e o momento terrível que o mundo passava. Os menus variavam entre 90 e 500 dólares. Mesmo assim, o cozinheiro destacou:
“A beleza da cozinha tem seu valor tanto no processo de criação, quanto por meio do compartilhamento - seja na sala de jantar, ou no Instagram, ou em um livro de receitas. Há algo de aspiracional em um grupo de pessoas de diferentes cantos do mundo, origens e experiências, trabalhando juntas para criar alegria e trazer conforto para aqueles que as vivenciam.”

Terminou a mensagem dizendo que o esforço da equipe em servir e trabalhar poderia ser um alívio em tempos desafiadores e que a carta de reabertura não se tratava de uma propaganda, mas de um aviso para quem estivesse pronto a voltar.

Se o Meadowood amargou meses fechados por causa de um vírus, que o homem não soube controlar, agora fecha as portas por causa de um desastre ambiental que o homem não quis controlar.  As queimadas na Califórnia são um fenômeno que ocorrem há anos, mas vêm se intensificando por conta do aquecimento global. Segundo as redes sociais do chef Kostow, a equipe está devastada. Dessa vez, ninguém terá para onde voltar. Pelo menos no curto prazo.

Veja aqui imagens do luxuoso complexo de Meadowood antes de ser destruído pelo fogo. Aproveite e me siga lá, no meu insta, o @ehdecomer, onde escrevo sobre gastronomia e alimentação sustentável.

Últimas