É de comer Gigante Muji lança carne vegetal que não precisa de refrigeração

Gigante Muji lança carne vegetal que não precisa de refrigeração

Loja de departamentos japonesa coloca nas prateleiras  hambúrguer, almôndega e carne fatiada de soja. Detalhe: "a comida" não precisa ser hidratada, nem ficar na geladeira. Será que é bom?

Carne fatiada plant-based da Muji

Carne fatiada plant-based da Muji

Divulgação

Tem cara de gororoba, mas o discurso é bonitinho.  Será que vivemos no mundo em que a intenção superou o que botamos de fato no prato? 

A gigante  MUJI, loja de departamentos eco-friendly, que vende desde edredom a maquiagem, entrou para o terreno da gastronomia. E não é com porcelana e equipamentos que ela se destaca agora. A empresa publicou nas redes sociais e no site em japonês (que está temporariamente fora do ar até o fechamento deste artigo) o lançamento do ano: carne fake que não precisa ser refrigerada ou hidratada. As fotos não são tão encantadoras quanto as de tecidos e produtos com design minimalista que a marca costuma vender. Aliás, a carne de soja da MUJI é “clean” até demais. Parece pálida, insossa e só consigo imaginar muito glutamato e sódio para mantê-la comestível, fora da geladeira.

Hambúrguer plant-based da Muji

Hambúrguer plant-based da Muji

Divulgação


Ainda não tive acesso à embalagem. A ver se o rótulo vai seguir minha expectativa de uma nova bomba química vegetariana. Por enquanto, o produto só está sendo comercializado no Japão e também online (mas esgotou-se rapidamente).
No instagram, o perfil global da MUJI escreveu (em japonês e usei a tradução do google, mesmo pessoal):
“Embora existam muitas carnes de soja refrigeradas e secas, nosso objetivo é fornecer uma oportunidade de incorporar facilmente carnes de soja em nossa mesa de jantar diária, oferecendo produtos que podem ser armazenados em temperatura ambiente e não requerem reidratação.
A "soja", com a qual você está acostumado na mesa do dia a dia, é uma das opções para um hábito alimentar mais rico, não só como uma oportunidade para pensar sobre as questões ambientais, mas também por causa da sua consciência de saúde e do aumento do consumo ético”.

Almôndega plant-based da Muji

Almôndega plant-based da Muji

Divulgação

Pode dar bem certo no Japão, mas será que cola em outras partes do mundo, em que os alimentos ultra-processados estão na mira dos consumidores (e dos governos?).

Na contramão da saudabilidade, mas na mão do desenvolvimento sustentável, chegam às lojas da MUJI: almôndegas, hambúrguer, carne moída e fatiada, além de um arroz temperado. Um pequeno passo para um mercado cuja projeção é de alcançar quase 18 bilhões de dólares em 2025. Mas um passo pioneiro se você pensar que ninguém se arriscou ainda fazer esse tipo de "prato" plant-based pronto pra consumo, sem refrigeração. Você encararia? Me segue lá no @ehdecomer e veja essa e outras notícias do mundo da gastronomia.

Carne moída plant-based da Muji

Carne moída plant-based da Muji

Divulgação

Últimas