violência contra a mulher
Blog da DB Cleusa 'Mala e Cuia': como exigir que maridos assinem o divórcio?

Cleusa 'Mala e Cuia': como exigir que maridos assinem o divórcio?

A história de Cleusa Cruz, que promete voltar para a casa do ex que se recusa a lhe dar o divórcio há 25 anos, é o extremo de um problema comum

Cleusa 'Mala e Cuia': como fazer maridos assinarem o divórcio

Foi criado evento no Facebook  para acompanhar a 'volta' de Cleusa para a casa do ex

Foi criado evento no Facebook para acompanhar a 'volta' de Cleusa para a casa do ex

Reprodução/Facebook

Quarta-feira, 8 de maio, 8h23 da manhã, Cleusa Cruz, uma cabeleireira carioca, compartilhou em sua página no Facebook um desafio raramente visto. Revoltada com o ex-marido, que há 25 anos se recusa a assinar os papéis do divórcio, ela avisou publicamente que tomaria uma decisão radical. Depois ficar aguardando a presença do "senhor Denilson Florenço" no Fórum pela terceira vez, sem sucesso, ela avisou que iria resolver de "outro jeito". 

Reprodução/Facebook

— Enquanto o divórcio não sair, eu, Cleusa da Cruz Florenço, quando voltar de viagem, ME MUDAREI PARA SUA CASA PRA MORAR COM VC E A SONSA DA SUA ESPOSA. QUER FICAR CASADO? ENTÃO VAMOS FICAR CASADOS. Vou dormir junto com vcs. Comer junto com vcs. E MAIS: VAI PAGAR MINHAS CONTAS. NÃO QUER FICAR CASADO? Então... EU NÃO QUERO MARIDO SÓ NO PAPEL.

Foi o que bastou para que o caso viralizasse e fosse criado até um evento no Facebook para acompanhar o retorno de Cleusa à casa do ex. Deixando o bom humor de lado, a história, na verdade, é o extremo de um drama que muitas mulheres enfrentam.

Cleusa está separada de fato há 25 anos. Há 24 anos, Denilson vive com outra mulher. E se recusa a libertar a mulher judicialmente. O pedido de separação é o principal gatilho para toda sorte de violência contra a mulher, algumas que tiram sangue, outras não. Tentar conseguir a assinatura de um divórcio por 25 anos é uma tortura, para dizer o mínimo.

Fugir de uma possível pensão, evitar dividir bens, causar confusão com guarda de filhos podem ser algumas justificativas para um marido se esquivar da assintura do processo, além daquele machismo básico que o faz acreditar que tem a posse da mulher e não permite que ela reconstrua sua vida. 

A decisão de Cleusa, para além das piadas, escancara o desgaste emocional que esse tipo de atitude masculina pode causar. Se ela vai mesmo, não há como saber, mas o recado foi dado. Ou Denilson assina esse divórcio, ou a coisa vai ficar séria pro lado dele...

— Você me conhece e sabe que faço. Pois então já vai (sic) se preparando para me ver andar quase nua dentro da nossa casa. Não quer ficar casado seu babaca? Então aguenta as consequências. E sua mulher vai lavar, passar e cozinhar pra mim. Essa pobre coitada que não abre a boca pra nada, ainda foi com você de mãos dadas e você não quis assinar. Se é comigo ganhava um pé na bunda lá mesmo. Ver seu marido querendo ficar casado com outra depois de 24 anos morando com ela. ME AGUARDE BOFE. DIA 19 de MAIO TÔ CHEGANDO DE MALA E CUIA.