Lifestyle O que é alergia emocional, como a relatada por Mayra Cardi

O que é alergia emocional, como a relatada por Mayra Cardi

Depois de fazer acusações contra o ex-marido, Arthur Aguiar, e falar que vivia um relacionamento abusivo, coach fez vídeo com problemas na pele 

  • Lifestyle | Do R7

Mayra relatou ter tido alergia emocional

Mayra relatou ter tido alergia emocional

Fotos de Reprodução/Instagram

Mayra Cardi revelou, em um vídeo no Instagram, que teve alergia emocional depois de ter exposto os reais motivos que a levaram a se separar de Arthur Aguiar. A dermatologista Fernanda Nichelle explica que a “alergia emocional” é manifestada por alguma doença psicossomática, que no caso configura uma doença da mente que reflete sinais e sintomas no corpo. Neste caso, especificamente na pele, mas pode também se manifestar com dores de estômago, insônia, suor excessivo, ansiedade.

Mayra Cardi diz que teve alergia emocional após expor Arthur Aguiar

Que motivos levam alguém a ter esse tipo de alergia? Segundo Fernanda Nichelle, as causas não estão muito bem definidas. "Geralmente, está ligado a algum quadro de alteração de humor ou psicológica. Uma das respostas, pode ser a relação com o aumento das catecolaminas e consequente aumento do Cortisol (hormônio do estresse) desencadeando uma reação inflamatória no corpo, que se apresenta com coceira e vermelhidão da pele", explica a médica.

O ideal é tratar o gatilho, a causa base, ou seja o problema que pode ter originado estes sintomas. "Na parte dermatológica, geralmente prescreve-se anti-histamínicos (anti-alérgicos) e quando necessário o uso de anti-inflamatórios esteroides tópicos. E se faz imprescindível o encaminhamento e acompanhamento do paciente ao psicólogo ou psiquiatra."

Segundo a médica, a reincidência do problema vai depender das alterações emocionais do paciente. Caso ele não trata a causa, pode ser recorrente sim.


E tem como evitar? "Pessoas que têm tendência a manifestar doenças psíquicas com acometimento cutâneo, devem procurar orientação psicológica e inclusive tratamento medicamentoso, se for o caso. Se tratarmos apenas a pele, estaremos tratando apenas o sintoma e não o causador. Isso indica que a chance de recorrência é grande. A orientação é tratamento multidisciplinar. Um médico poderá orientar e encaminhar o paciente aos profissionais adequados para o tratamento."

Últimas