Lifestyle Modelo desabafa sobre ataques à aparência: 'Passei anos morrendo de fome, comendo e vomitando'

Modelo desabafa sobre ataques à aparência: 'Passei anos morrendo de fome, comendo e vomitando'

Ireland Baldwin, filha dos atores Alec Baldwin e Kim Basinger, escreveu sobre as críticas que recebe e como isso afetou sua saúde

  • Lifestyle | Do R7

A modelo Ireland Baldwin, de 26 anos, desabafou sobre as críticas que recebe na internet

A modelo Ireland Baldwin, de 26 anos, desabafou sobre as críticas que recebe na internet

Reprodução/Instagram

A modelo Ireland Baldwin, de 26 anos, filha dos atores Alec Baldwin e Kim Basinger, fez um desabafo nas redes sociais sobre as críticas que internautas fazem à sua aparência e a superexposição de seu corpo na mídia.

A jovem compartilhou uma sequência de fotos com um longo texto. Nele, ela explicou que sentiu necessidade de falar sobre seus sentimentos, pois "chegou a ponto de explodir" e cansou de ficar calada diante dos ataques que recebe na internet.

"Eu me perdi. Eu tenho estado tão cheia de ansiedade e me preocupo com a forma como as pessoas me veem. Eu deixei isso afetar minhas amizades, relacionamentos, oportunidades de vida/trabalho... Podem escolher", disse ela em um trecho da publicação.

Em seguida, Ireland explicou que uma de suas inspirações para fazer o desabafo foi o post da cantora Camila Cabello sobre a perseguição que sofre de fotógrafos quando vai à praia e como isso afetou a saúde mental dela.

"Claro, não sou nem de longe tão famosa quanto Camila, mas me identifico com cada palavra do post dela. Tenho sido chamada de gorda, feia, inútil e irrelevante por adultos na internet desde que eu era criança. Não é nada novo. Paparazzi me seguem por qualquer motivo chato e tiram fotos do meu corpo, da minha bunda, minha celulite, gordura nas costas, queixo duplo, peitos, vocês escolhem! É invasivo e uma merda, mas fora do meu controle", afirmou a modelo.

"Agora, esses mesmos adultos [paparazzi] criaram outros pequenos adultos de merda que andam fazendo bullying da mesma maneira. Claro, é triste e patético pensar em qualquer um de vocês destruindo as pessoas online... Mulheres fazendo isso com outras mulheres, inclusive... Mas, adivinhem só, passei muitos anos morrendo de fome, comendo, vomitando, me medindo, pisando em balanças, cuspindo comida na minha bolsa e arruinando meu corpo porque algum imbecil me disse que nunca serei tão magra e bonita quanto minha mãe", acrescentou.

A modelo ainda comentou a descoberta de que tem a síndrome de Ehlers-Danlos, um distúrbio do colágeno que deixa as articulações extremamente flexíveis e a pele excessivamente elástica e fragiliza tecidos.

"Agora que consegui passar pela EDS [síndrome], estou realmente do outro lado. Tenho meus dias ruins, é claro. Mas, no geral, eu amo comida. Amo meu corpo. Amo o jeito como ele se move. Amo como me sinto nele. Claro, tenho minhas inseguranças. Sei que muitos de vocês gostam de dizer que estou cheia de preenchimento labial, silicone nos seios e Botox, mas, mesmo que não haja absolutamente nada de errado com nenhuma dessas coisas, eu não tenho! Tudo que vocês tinham que fazer era me perguntar!", disse.

Ela ainda contou que está fazendo um procedimento estético no queixo, mas para agradar a si mesma e não aos outros.  "Ah, e... 'gordo' é lindo. Não é um insulto", destacou.

Tragédia que envolveu Alec Baldwin

Por fim, Ireland comentou a tragédia ocorrida durante as gravações do filme Rust, estrelado por Alec Baldwin, e limitou-se a dizer que isso "não é da minha conta". No ano passado, o ator disparou uma arma cenográfica no set e matou acidentalmente a diretora de fotografia Halyna Hutchins.

Últimas