Vogue Italia imprime capa branca em referência ao coronavírus

"O branco é antes de tudo respeito. O branco é o renascimento, a luz após a escuridão, a soma de todas as cores", mensagem da revista na web

Itália já registrou mais de 17 mil mortes

Itália já registrou mais de 17 mil mortes

Reprodução/Instagram

A edição de abril da Vogue Italia, que chegará às bancas na próxima sexta-feira (10), terá, pela primeira vez em sua história de mais de 100 anos, uma capa branca.

A intenção da equipe editorial da revista foi chamar a atenção dos leitores para como a pandemia do novo coronavírus tem provocado mudança nas vida das pessoas. 

"Falar de qualquer outra coisa - enquanto as pessoas estão morrendo, médicos e enfermeiros estão arriscando suas vidas e o mundo está mudando para sempre - não é o DNA da Vogue Italia", informou a publicação no Instagram.

"A decisão de imprimir uma capa completamente branca pela primeira vez em nossa história não é porque houve falta de imagens - muito pelo contrário. Nós escolhemos porque branco significa muitas coisas ao mesmo tempo", acrescentou. 

A intenção da revista foi também homenagear os profissionais da área da saúde que estão na linha de frente contra o Covid-19.

"O branco é antes de tudo respeito. O branco é o renascimento, a luz após a escuridão, a soma de todas as cores. O branco é a cor dos uniformes usados ​​por quem coloca suas próprias vidas em risco para salvar a nossa. Representa espaço e tempo para pensar, bem como permanecer em silêncio. O branco é para aqueles que estão preenchendo esse tempo e espaço vazios com ideias, pensamentos, histórias, versos, músicas e cuidados com os outros", disse.

A pandemia donovo coronavírus já matou mais de 17 mil pessoas na Itália.

Ver essa foto no Instagram

The Vogue Italia April Issue will be out next Friday 10th. 懶懶懶 “In its long history stretching back over a hundred years, Vogue has come through wars, crises, acts of terrorism. Its noblest tradition is never to look the other way. Just under two weeks ago, we were about to print an issue that we had been planning for some time, and which also involved L’Uomo Vogue in a twin project. But to speak of anything else – while people are dying, doctors and nurses are risking their lives and the world is changing forever – is not the DNA of Vogue Italia. Accordingly, we shelved our project and started from scratch. The decision to print a completely white cover for the first time in our history is not because there was any lack of images – quite the opposite. We chose it because white signifies many things at the same time. 懶懶懶 White is first of all respect. White is rebirth, the light after darkness, the sum of all colours. White is the colour of the uniforms worn by those who put their own lives on the line to save ours. It represents space and time to think, as well as to stay silent. White is for those who are filling this empty time and space with ideas, thoughts, stories, lines of verse, music and care for others. White recalls when, after the crisis of 1929, this immaculate colour was adopted for clothes as an expression of purity in the present, and of hope in the future. Above all: white is not surrender, but a blank sheet waiting to be written, the title page of a new story that is about to begin.” #EmanueleFarneti @EFarneti #imagine #FarAwaySoClose #WhiteCanvas --- Read the full Editor’s letter via link in bio. Full credits: Editor in chief @Efarneti Creative director @FerdinandoVerderi

Uma publicação compartilhada por Vogue Italia (@vogueitalia) em