Maquiadora cadeirante cria estúdio móvel para atender clientes

Para se inspirar! Maili Santos foi desacreditada por muitos, mas se tornou uma empreendedora de sucesso. Saiba mais sobre ela

"Quem sempre me julgou, hoje tem um enorme respeito", afirma Maili

"Quem sempre me julgou, hoje tem um enorme respeito", afirma Maili

Cleidison Santos/Comandofotografia

Nem todo mundo tem tempo de ir ao salão de beleza. Ou, mais complicado ainda: nem todo mundo tem acessibilidade para chegar em todos os lugares. Foi com o conceito de “beleza delivery” que a maquiadora Maili Santos, de 35 anos, se tornou empreendedora. Ela, que é cadeirante, é referência profissional para muitas mulheres que, com ou sem mobilidade reduzida, precisam cuidar da aparência na capital baiana Salvador. 

“Disseram que eu seria um peso para minha família”, relembra Maili, que chegou a ser diagnosticada com depressão e superou a doença assistindo a tutoriais de maquiagem no YouTube. Foi a partir daí que a transformação começou. “Hoje sou diferente de tudo que fui. Me enxergar como potência me fez refletir essa força em todos ao meu redor”, contou ao R7.

Leia também: Ilustradora retrata mulheres com deficiência: 'Um desabafo'

"Meus planos são muitos"

"Meus planos são muitos"

Foto: Ítalo Soares

A superação veio acompanhada de obstáculos com os quais Maili lida há muito tempo: a falta de acessibilidade. As instituições onde ela tentou se especializar não tinham estrutura para receber uma aluna cadeirante, e a saída foi fazer um curso online com uma professora de Brasília. Depois de muitos cursos de aperfeiçoamento e a mentoria da Vale do Dendê, uma aceleradora de projetos, ela criou o Studio Móvel Maili Santos.

Leia também: 'Meu marido não é herói': romance de pessoas deficientes ainda é tabu

“As clientes sempre dizem que sou mais que maquiadora delas, que elas me contratam pela energia boa que passo, pela autoconfiança que entrego, pelo encantamento desde a fragrância dos pincéis até o momento de fechar a maleta”, conta Maili. 

Um dos momentos que considera mais especiais de sua trajetória foi quando maquiou a jornalista e humorista Maíra Azevedo para um capa de revista. Na ocasião, Maili fez o trabalho sentada no chão.

“Passei boa parte de minha infância e adolescência engatinhando, pois não tinha cadeira de rodas (...) Nem ela imaginava o que aquilo significaria para mim quando sugeriu que fosse feito dessa forma, amei ter o chão naquele dia como base para um momento tão único”, escreveu Maili em um post no seu Instagram.

Veja o texto na íntegra: 

Ver essa foto no Instagram

Esse dia foi de uma importância grandiosa para mim e mais uma vez teve vários momentos registrada pelo meu marido. Passei boa parte de minha infância e adolescência engatinhando pois não tinha cadeira de rodas e as muletas as quais um dia usei doía muito embaixo dos braços, preferi o conforto do chão pois era a unica coisa que não me machucava, mas que era motivo de piada em muitos momentos, o tempo passou e me devolveu o que eu já havia perdido, a lembrança desses momentos, foram dolorosos mas sem eles não me tornaria quem sou, sem esse retorno não sentiria toda energia e força desse lugar.Nossa, como essa foto tem significado, ela registrou um momento único para mim perto de alguém extremamente única, não a elogio pela fama mas pela alma que essa mulher de riso solto tem, além da força que empodera aonde quer que ela vá. Vocês podem estar achando estranho o fato de eu estar maquiando no chão, sim foi feito no chão, e nem ela imaginava o que aquilo significaria para mim quando sugeriu que fosse feito dessa forma, amei ter o chão naquele dia como base para um momento tão único, amei poder me concentrar e tirar toda energia boa que rodeava aquele momento, quantos sorrisos de encantamento por ver minha arte acontecer, quantos olhares curiosos das pessoas em saber se eu conseguiria ou o que sairia dali e mais uma vez com muito nervosismo conclui a missão a qual me foi dada, realizei a minha primeira maquiagem para uma capa de revista. Medos, inseguranças, dores de cabeça e lagrimas se fizeram presentes durante algumas noites mas quando meu marido me disse olhando no fundo dos meus olhos que eu ia conseguir, quando minha amiga irmã me disse em lagrimas o orgulho que estava de mim e todos os profissionais do ramo que torcem a cada vitoria eu não poderia fazer diferente alem de acreditar que tudo daria certo.Meu muito obrigada a diretoria da @revistamulherafricana por me convidar tão carinhosamente para realizar essa arte, obrigada @tiamaoficial por todas as risadas, por sempre me ensinar algo, obrigado a @casadeoxumare pelo café da manhã fabuloso que tomamos e claro pela energia maravilhosa. #maquiagem #oxumare #amor #macbrasil #grifftymakeup #kryolan #inglot #Erato

Uma publicação compartilhada por Maili Santos (@mailisantos_) em