Hypeness Estuprador é inocentado por vítima usar calcinha fio-dental e gera onda de revolta

Estuprador é inocentado por vítima usar calcinha fio-dental e gera onda de revolta

A advogada de defesa de um homem acusado de estupro utilizou um argumento que provocou uma série de protestos nas ruas da Irlanda Elizabeth O’Connell defendeu a inocência do cliente alegando que a vítima estava utilizando uma calcinha fio-dental. Detalhe, a advogada fez questão de segurar a peça utilizada pela jovem de 17 anos durante […]

A advogada de defesa de um homem acusado de estupro utilizou um argumento que provocou uma série de protestos nas ruas da Irlanda Elizabeth O’Connell defendeu a inocência do cliente alegando que a vítima estava utilizando uma calcinha fio-dental. Detalhe, a advogada fez questão de segurar a peça utilizada pela jovem de 17 anos durante […]

A advogada de defesa de um homem acusado de estupro utilizou um argumento que provocou uma série de protestos nas ruas da Irlanda

Elizabeth O’Connell defendeu a inocência do cliente alegando que a vítima estava utilizando uma calcinha fio-dental. Detalhe, a advogada fez questão de segurar a peça utilizada pela jovem de 17 anos durante a fala.

“Você precisa ver a forma com a garota estava vestida. Ela estava usando um fio-dental com um laço na frente”, justificou. Apesar de parecer um argumento do período medieval, o discurso de O’Connell colou e o rapaz de 27 anos foi inocentado das alegações de estupro.

Hypeness

Hypeness

Hypeness

Para a advogada a culpa foi da vítima de estupro

A situação provocou revolta e deu combustível ao debate sobre o machismo e a culpabilização da vítima. A prática, que não é exclusividade da Irlanda, é comum. Mulheres que sofrem algum tipo de violência são penalizadas por causa de seus corpos e de roupas.

“Esses mitos e estereótipos em cima do estupro são reproduzidos várias vezes em julgamentos, porque a defesa sempre alega que foi consensual. Então qualquer coisa que o advogado de defesa use para sugerir que foi consensual, ele foi consensual. Então qualquer coisa que o advogado de defesa use para sugerir que foi consensual, ele fará”, explicou ao Independent Noeline Blackwell, chefe do Centro de Crise de Estupro.

Os protestos nas ruas ganharam peso com a criação nas redes sociais da hashtag #ThisIsNotConsent (Isso não é consentimento, em tradução livre).

Some of the signs from today’s march against rape culture in Cork……@RosaWomen #Cork pic.twitter.com/UtiGe8GxcM

— Anna Heverin (@annaheverin) November 14, 2018

In Cork earlier today  #ThisisNotConsent pic.twitter.com/q8WhhG9vxG

— I Believe Her – Ireland (@ibelieveher_ire) November 14, 2018

A large crowd attend a protest to End Victim Blaming in the Courts, at the Spire in Dublin. Lots of underwear brought with signs saying #thisisnotconsent. #metoo @pa pic.twitter.com/ziSEiJVXsC

— Niall Carson (@niallcarsonpa) November 14, 2018

If I was in a court room as a victim of sexual abuse, I can’t imagine I’d ever be asked if I was wearing boxers or briefs. #ThisIsNotConsent pic.twitter.com/niS9xdR3CU

— Peter Tanham (@PeterTanham) November 14, 2018

Jurors in Cork were asked to consider the underwear a SEVENTEEN YEAR OLD GIRL was wearing when she was raped by a 27-year-old man.

Join the cause in solidarity, can’t believe this girl was subjected to these comments after such a traumatic event.#ThisIsNotConsent #Ibelieveher pic.twitter.com/PfkYERulgY

— Courtney Peterson (@_courtneymaria) November 13, 2018