Giraventura: ex-engenheiro roda o mundo de bicicleta há 6 anos

Após cada uma de suas viagens, Nestor Freire dá palestras sobre autoconhecimento e jornada pessoal 

Nestor Freire se baseou em 'jornada do herói' para começar suas viagens

Nestor Freire se baseou em 'jornada do herói' para começar suas viagens

reprodução

Em 2013, o engenheiro mecânico de formação Nestor Freire decidiu que venderia sua empresa para se dedicar a uma jornada pessoal. Inspirado pela obra “O Herói de Mil Faces” do mitologista Joseph Campbell, ele embarcaria em uma aventura de autoconhecimento rodando o mundo em sua bicicleta. É no blog 'Giraventura que Nestor compartilha seus aprendizados. 


“A bicicleta é meu instrumento, e as viagens aconteceram dessa forma porque queria sair sozinho, não em grupo. Comecei pedalando em Londres e fui terminar em Roma. Todas as viagens que faço são autossuficientes. Levo barraca e equipamento de cozinha.”

reprodução


Assim como o personagem de Tom Hanks em ‘Forrest Gump’, foi na decisão de sair e correr – ou, no caso de Nestor, pedalar – que ele encontrou seus maiores aprendizados pessoais, os quais compartilha em formas de palestras quando retorna ao Brasil.


“Viajar me possibilita uma série de reflexões, de planejamento financeiro e criatividade para lidar com o inesperado a resiliência para encarar os perrengues. Quando fui para a Patagônia, por exemplo, jamais imaginei que a intensidade do vento fosse mexer tanto comigo psicologicamente. ”


Para Nestor, casa etapa de suas viagens constitui a etapa de ciclos pessoais que se repetem para todos. Por isso, as palestras. Em 2020, o aventureiro pretende pedalar pela Islândia, onde completará mais uma passagem pelos ‘extremos do mundo. ”