Quarentena: saiba como evitar acidentes domésticos com crianças

Acidentes domésticos estão entre as principais causas de risco de vida na faixa etária entre zero a 14 anos. Veja como proteger seus filhos

A casa é uma fonte de perigos

A casa é uma fonte de perigos

Pexels

Em tempos de quarentena, quando milhares de crianças estão reclusas pelas ações tomadas para conter a propagação do coronavírus, é importante reforçar as orientações a pais e responsáveis sobre a segurança e bem-estar das crianças dentro de casa.

Os acidentes domésticos estão entre as principais causas de risco de vida na faixa etária entre zero a 14 anos. "Por isso a necessidade de atenção redobrada durante o isolamento social, quando crianças e suas famílias estão retidas em casa", diz Thais Bustamante, pediatra da Sociedade Brasileira de Pediatria, que ressalta os cuidados especiais com o álcool líquido e tomadas , que podem resultar em queimaduras.

Dados da ONG Criança Segura (www.criancasegura.org.br) informam que, somente no ano de 2017, foram contabilizados 3.661 óbitos de crianças e adolescentes no Brasil (0 a 14 anos). As principais causas são trânsito (1.190) e afogamento (954). Em seguida, aparecem as causas que podem ser frutos de acidentes domésticos: sufocação (777), intoxicação (79), queimaduras (217), armas de fogo (39) e quedas (181).

Veja as principais causas de acidentes e o que fazer para evita-las:

Queda

Bebês e crianças menores sempre estão sujeitos a quedas. Uma delas é do próprio berço. Por isso, verifique se o estrado já está na posição mais baixa e a grade de segurança suspensa e travada sempre após colocar a criança lá no berço. É importante também orientar as crianças maiores sobre os perigos de subir e descer do berço sozinhas.

Móveis

Subir em banquinhos é um risco

Subir em banquinhos é um risco

Pexels

Quando aprendem a engatinhar e andar, as crianças pequenas costumam também tentar subir e escalar móveis e prateleiras. Certifique-se de que os móveis estejam seguros e firmes no chão ou na parede, evitando uma queda ou até mesmo que o móvel caia em cima da criança.

Objetos pequenos

Objetos pequenos merecem atenção

Objetos pequenos merecem atenção

Pexels

Tudo o que o bebê pega, vai à boca. Por isso, fique atento para que não levem coisas muito pequenas que podem sufocar. Crianças maiores também merecem atenção, pois estão sempre atrás de novas descobertas. Moedas, botões, baterias de relógios, parafusos e peças pequenas de brinquedos devem ficar longe dos pequenos.

Medicamentos

Remédios, principalmente os coloridos ou redondos, podem parecer bem atrativos para crianças. Portanto, é importante deixá-los em local inacessível as mãos dos pequenos e sempre rosquear bem as tampas de segurança evitando assim envenenamento e intoxicação.

Tomada

Um dos maiores perigos para bebês são as tomadas elétricas. Para evitar um choque, o ideal é colocar protetores que isolem as tomadas, evitando que os bebês e crianças pequenas coloquem o dedo ou objetos metálicos no local.

Escada

Sempre um potencial perigo para crianças. Seja para as que estão começando a andar e ainda não possuem equilíbrio o suficiente, como também para crianças mais velhas que podem correr e tropeçar, ou mesmo brincar de subir e descer. As grades de proteção isolando o acesso às escadas podem ajudar na prevenção destes acidentes.

Janelas

Redes de proteção ou grades podem evitar a queda das crianças. É importante usá-las, pois, mesmo supervisionadas, elas podem ser muito rápidas e alcançarem as janelas num piscar de olhos.

Sacola plástica

Pode até parecer inofensiva, mas pode causar asfixia em crianças e bebês. É importante nunca deixar que crianças brinquem com embalagens e sacolas de plástico e guardá-las sempre em local seguro. Assim evitaremos o sufocamento.

Panela sobre o fogão

Super risco de queimadura!

Dica: deixar os cabos das panelas sempre virados para dentro, evitando que as crianças possam alcançá-los e se queimar; e na medida do possível, tentar usar as bocas detrás do fogão.

Facas e objetos cortantes

As tesouras, facas e outros objetos cortantes sempre são ferramentas atrativas para as crianças. Num piscar de olhos, seu filho pode estar com um objeto destes nas mãos e ocasionar acidentes graves a ele ou outra pessoa na casa. Por isso, é importante guardá-los em um local seguro, longe dos olhos e das mãos das crianças, bem lá no alto do armário.

Produtos de limpeza

O armário de produtos de limpeza deve estar sempre bem trancado e os produtos devem estar nas prateleiras mais altas, longe do alcance das crianças. A ingestão destes produtos pode causar uma séria intoxicação ou até ser fatal.

Piscina

Atenção redobrada para casa com piscina. É importante que o acesso ao local seja completamente bloqueado para crianças, para evitar o risco de queda e afogamento. Crianças na piscina só com supervisão! Elas não devem NUNCA ficar sozinhas, mesmo em piscinas rasas e de plástico. Além disso, o uso de bóias e coletes pode ser uma ótima pedida para evitar acidentes.