Mãe mata seu bebê após ele se recusar a comer um cachorro-quente

Bebê que foi agredido pela mãe ao não comer um cachorro-quente

Bebê que foi agredido pela mãe ao não comer um cachorro-quente

Bebê Mamãe

O bebê que foi morto pela mãe ao não querer comer cachorro-quente

O bebê menino de dois anos não resistiu após ter sido agredido pela mãe e pelo padrasto

Uma mãe tirou a vida de seu bebê de dois anos após ele ter se recusado a comer um cachorro-quente. O menino Anthony Bunn apanhou de sua mãe e do padrasto até ficar inconsciente por ter se recusado a comer um cachorro-quente.

Primeiro foi a mãe de Anthony quem o agrediu e depois foi o padrasto, que deixou o pequeno Anthony inconsciente.

O pequeno chegou a ser levado ao hospital, mas não resistiu e faleceu após dois dias. O triste caso ocorreu em Wichita nos Estados Unidos no dia 4 de maio do ano passado. A mãe de Anthony, Elizabeth Woolheater, confessou ter tirado a vida do pequeno em agosto deste ano.

E na sexta-feira (05/10), Elizabeth foi julgada e condenada a 19 anos e cinco meses de prisão pela morte do filho. O namorado de Elizabeth, que agrediu o pequeno Anthony após ele ter apanhado da mãe, acabou sendo condenado a 49 anos de prisão.

No julgamento também foi revelado que o Departamento das Crianças e Família local já havia sido alertado sobre os abusos que o pequeno sofria antes de sua morte.

Mãe matou seu bebê menino ao agredi-lo

Mãe matou seu bebê menino ao agredi-lo

Bebê Mamãe

A mãe que agrediu seu bebê e tirou sua vida

O post Mãe mata seu bebê após ele se recusar a comer um cachorro-quente apareceu primeiro em Bebê Mamãe.