Entenda os benefícios de diminuir o consumo de açúcar

Ganhar saúde, disposição e qualidade de vida estão no topo dessa lista. Veja como transformar sua alimentação sem perder em sabor e valor nutricional

Vida sem açúcar branco refinado é possível e muito mais saudável

Vida sem açúcar branco refinado é possível e muito mais saudável

Tangerine Newt/ Unsplash

Processado, refinado e... inimigo da saúde. Açúcar branco é uma bomba de calorias vazias, que sobram no produto após uma série de processos químicos que retiram dele todos os seus nutrientes. O maior desafio de quem busca se livrar do seu consumo é descobrir onde ele realmente se esconde. Porque não é apenas no cafezinho após o almoço nem nos bolos da confeitaria que o açúcar branco refinado é encontrado. Ele está presente também nos refrigerantes, em molhos industrializados, em iogurtes saborizados, nos biscoitos recheados e nos inúmeros itens à venda nos supermercados e lojas de conveniência.

Se fosse apenas a pobreza de nutrientes já mencionada, o produto por si já seria uma ameaça. O problema aumenta com as inúmeras complicações que seu consumo, em médio e longo prazo, podem trazer a pessoas de todas as idades. Obesidade, diabetes, colesterol alto, gastrite, pressão alta (você também pensou que a culpa era apenas do sal em excesso?), gordura no fígado e até câncer entram na lista de doenças que uma dieta rica em açúcar pode provocar.

A conclusão de que o açúcar pode até matar ao longo dos anos de consumo está registrada em um estudo da American Heart Association (AHA). Segundo os autores da pesquisa, publicada no site Harvard Health Publishing, da Harvard Medical School, cerca de 180 mil mortes anuais podem ser atribuídas ao uso contínuo do açúcar. O Brasil faz parte dessa estatística alarmante, pois é o 4° país do mundo no ranking de consumo do alimento. Para a Organização Mundial da Saúde (OMS), o ideal é que apenas 10% dos alimentos consumidos numa dieta diária contenham açúcar e os brasileiros atingem a marca de 16,3%.

A vida sem açúcar
Mas como eliminar o hábito sem perder o sabor e a graça dos alimentos? Felizmente, o mercado tem alternativas:

- açúcar mascavo
- açúcar demerara
- mel
- melaço de cana
- agave
- stévia
- sucralose
- xilitol
- eritritol
- concentrados de suco de fruta

Além de observar e trocar a quantidade de açúcar nos alimentos sólidos, é recomendável fazer o mesmo nas bebidas. Cerca de metade do açúcar adicionado vem de bebidas, incluindo café e chá. Um estudo no Public Health de maio de 2017 descobriu que cerca de dois terços dos bebedores de café e um terço dos bebedores de chá colocam açúcar ou aromatizantes açucarados em suas bebidas. E nada menos que 60% das calorias extras têm origem nesse açúcar extra adicionado.

O segredo é fazer mudanças graduais, pois isso aumenta a chance de sucesso na substituição. Você pode começar pelo café, pelos sucos naturais e evoluir aos poucos para os demais alimentos. Em menos tempo do que imagina, a transição acontece e o açúcar branco refinado deixa de fazer parte da sua rotina.

Finn. Equilíbrio para uma vida mais saudável

Fontes e referências:
O que acontece com o seu corpo quando você corta o açúcar refinado?,  Internet. Acesso em Agosto/2021
The sweet danger of sugar, Internet. Acesso em Agosto/2021

Últimas