Cuidando da Imunidade Entenda o que é baixa imunidade e como manter o sistema imune em dia

Entenda o que é baixa imunidade e como manter o sistema imune em dia

Qualquer pessoa pode ter baixa imunidade e suplementar vitamina é uma opção para melhorar

Se você não sai da farmácia e tem resfriado ou infecções constantes, a sua imunidade pode estar baixa

Se você não sai da farmácia e tem resfriado ou infecções constantes, a sua imunidade pode estar baixa

Reprodução/Freepik

Se você já se percebeu com indisposição e cansaço frequentes, com resfriado ou infecções que parecem nunca ter fim, pode ser que esteja sofrendo as consequências da baixa imunidade. Ao contrário do que muitos pensam, a imunidade baixa não é uma doença, mas condições nas quais o sistema imune fica enfraquecido, o que favorece o surgimento e a recorrência de problemas de saúde como gripe, dor de garganta e até mesmo casos de herpes ou infecções na pele.

O sistema imunológico é responsável por proteger o organismo contra perigos dos agentes externos. Quando alguma das estruturas do organismo de defesa não funciona da forma correta, a imunidade fica comprometida e pode gerar, como consequência, uma série de inflamações e infecções que impactam na saúde e disposição de cada um.

A imunidade pode ser diminuída por vários fatores como idade, genética, metabolismo, alimentação, influência ambiental e muitos outros pontos que podem abaixar o nível necessário para a proteção do corpo. E não acontece só com pessoas que vivem com doenças autoimunes ou que têm pré-disposição para a baixa imunidade, como quem passou por transplante, tem imunodeficiência primária ou adquirida. Todas as pessoas podem desenvolver imunidade baixa, já que a má-nutrição, sono não reparador, estresse e ansiedade – que são situações recorrentes do dia a dia –, também são fatores importantes nessa somatória. Veja a reportagem do Hoje Em Dia com o médico Antonio Sproesser sobre o tema.

Como melhorar a imunidade?
Antes de tomar qualquer atitude e fazer seu autodiagnostico, é muito importante procurar ajuda médica para descartar quaisquer outros problemas que podem baixar a imunidade. Só um especialista, por meio de exames, poderá dizer o que e por que seu corpo necessita de determinado tratamento.

No entanto, uma alimentação saudável que prioriza a ingestão de frutas, legumes e verduras, nunca deixará de ser recomendada. A alimentação balanceada, o sono regulado, a prática de exercícios físicos e a hidratação correta ajudam no funcionamento adequado do organismo, além de manter a mente em equilíbrio com o corpo, o que certamente gera mais energia.

Veja 4 dicas para incluir na sua rotina e fortalecer o sistema imunológico

Combine Benegrip Imuno com alimentação saudável e exercícios físicos para viver com mais disposição

Combine Benegrip Imuno com alimentação saudável e exercícios físicos para viver com mais disposição

Reprodução/Freepik

A suplementação com vitaminas e minerais também ajuda a fortalecer o sistema imunológico e reforçar a energia. Com Benegrip Imuno Complex, que contém Vitaminas A, C, D, Zinco e Selênio, e que pode ser utilizado para reforçar a imunidade ao longo do ano todo, você ingere vitaminas e minerais que auxiliam no funcionamento do sistema imune para se manter saudável.

Com o Benegrip Imuno Energy, que tem fórmulas exclusivas e únicas do mercado*, você ingere vitamina C, zinco, que auxiliam na imunidade, e cafeína e arginina, que auxiliam no metabolismo energético, e de proteínas, carboidratos e gorduras, respectivamente.
Com Benegrip Imuno, você tem um aliado na proteção do seu organismo contra a baixa imunidade¹, além de mais energia² para encarar o dia a dia com disposição.

*IQVIA. PMB. Abril, 2021. Mapeamento do mercado de vitaminas.

Harvard Health Publishig. How to boost your immune system. 2021 (https://www.health.harvard.edu/staying-healthy/how-to-boost-your-immune-system)

¹Referente ao Benegrip Imuno Complex que contém Vitamina A,C,D, Zinco e Selênio que auxiliam no funcionamento do sistema imune.

²Referente ao Benegrip Imuno Energy que contém Vitamina C e Zinco que auxiliam no metabolismo energético, e de proteínas, carboidratos e gorduras, respectivamente.

Alimentos isentos de registro conforme RDC 27/2010.

Últimas