Lifestyle Conheça pessoas que madrugam em busca de produtividade

Conheça pessoas que madrugam em busca de produtividade

Os adeptos do 'Clube das 5 da Manhã' acordam cedo para ter mais disposição e para ter tempo de se cuidar antes de iniciar a rotina

  • Lifestyle | Do R7

Acordar mais cedo ajuda a ter disposição

Acordar mais cedo ajuda a ter disposição

Reprodução/Freepik

Acordar cedo pode ser um pesadelo, mas para muita gente a prática virou um estilo de vida. Levantar às 5h da manhã (ou antes) para fazer um exercício físico ou adiantar tarefas do dia está entre atividades de quem defende o ritmo matinal. Uma forma de melhorar a produtividade e tirar proveito das primeiras horas sem atropelos com a programação do dia. 

Para Bruno Cardoso, personal trainer, 24 anos, acordar mais cedo ajudou a criar uma rotina mais produtiva e, ao mesmo tempo, menos acelerada.

“Antes, o celular despertava e eu colocava a soneca. Dormia de novo, eram uns 10 alarmes e não acordava no horário”, lembra. “Acordando cedo, posso ir com mais calma, dar uma respirada, fazer café e começar o dia sem pressão. Não acordo mais ansioso, com a mente a mil”.

Melhorou meu desempenho no trabalho e na vida pessoal

Bruno Cardoso

No começo da mudança de hábito, Cardoso afirma que não foi fácil, mas que valeu a persistência. Ele sentiu os impactos não só na disposição, mas também passou a ter mais tempo para realizar as metas. “Me sentia com a moral lá embaixo quando não conseguia parar 30 minutos para ler um livro. Agora me sinto bem comigo mesmo, melhorou meu desempenho no trabalho e na vida pessoal”, afirma.

A dica do personal para quem tem dificuldade em acordar cedo, mas quer adotar o estilo, é investir em atividades físicas para melhorar a disposição. “Fazer um exercício de 10 minutos pela manhã já vai dar uma energizada. Uma caminhadinha é a melhor opção. Por ser mais tranquila, a pessoa sai para respirar um pouco, ver coisas, já deixa o dia mais vivo”, aconselha.

Thaynara Fernandes é do time que acorda mais cedo para malhar

Thaynara Fernandes é do time que acorda mais cedo para malhar

Arquivo Pessoal

Já a nutricionista Thaynara Fernandes, de 34 anos, que também é uma adepta, afirma que acordar mais cedo para malhar melhorou seu foco. “A sensação de bem estar e disposição pós-treino é incrível. A liberação de endorfinas que o exercício promove me deixa mais alerta, mais focada e mais disposta ao iniciar meu dia”, conta.

Para ela, investir no jantar pode ser um bom começo para quem quer garantir a energia pela manhã. “Uma refeição composta de fibras, carboidratos integrais, proteínas e pouca gordura, realizada até 20h, será facilmente digerida. Isso garantirá uma boa noite de sono e um despertar de qualidade”, explica.

Os benefícios

Começar o dia mais cedo pode parecer difícil para alguns, mas é um hábito possível de desenvolver, desde que a frequência seja mantida. Os benefícios, além de mais disposição no dia a dia, também estão relacionados a algumas atividades metabólicas essenciais para o corpo, como o controle da glicemia e da pressão arterial. É o que explica o médico Fábio Zanatta, especialista pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP).

“Quando estamos prestes a acordar, acontece o pico máximo da liberação do cortisol no nosso corpo, hormônio responsável por controlar o estresse, reduzir inflamações, além de contribuir para o funcionamento adequado do sistema imunológico”, afirma Zanatta. A rotina matinal aliada com a prática de exercícios pode garantir resultados ainda maiores para o corpo.

A atividade física libera endorfina, hormônio que proporciona bem-estar, relaxamento e uma sensação de plenitude. “Essas sensações podem se perpetuar ao longo do dia, mantendo a pessoa mais calma, focada no trabalho, levando a uma chance menor de desenvolver estresse”, diz o médico.

Mas, para entrar para o clube dos que acordam cedo, não basta apenas programar o despertador para às 5h. Ainda segundo Zanatta, antes é preciso estar com a saúde em dia. Começar a dormir cedo e buscar uma alimentação mais saudável, evitando a ingestão de frituras e bebidas alcoólicas à noite, pode ser um bom começo.

“Cada pessoa tem uma necessidade de sono diferente para restabelecer as suas funções e aumentar o pico de cortisol, isso precisa ser analisado individualmente. Mas. alguém que já teve infarto, ou que esteja obeso, por exemplo, deve fazer uma avaliação médica criteriosa antes de de iniciar seu processo de atividade física para evitar uma carga excessiva de exercício”, finaliza.

Últimas