Lifestyle Conheça a geração Jomo que valoriza a vida fora das redes sociais

Conheça a geração Jomo que valoriza a vida fora das redes sociais

Programa Fala Que Eu Te Escuto abordou o tema e questionou se a vida era melhor sem a presença da internet

  • Lifestyle | Ana Carolina Cury, Do R7

O ator Daniel Radcliffe, protagonista dos filmes da série Harry Potter, revelou, em participação no programa do canal do YouTube First We Feast que não participa das redes sociais para evitar brigas diárias com estranhos.

"Para mim, ficar navegando nas redes é como ficar lendo tablóides sobre a vida pessoal de celebridades. É uma prática insana e ruim", observou.

Assim como Daniel, muitos outros famosos optam por não terem perfis nas redes. Eles são adeptos da filosofia JOMO (joy of missing out, que significa prazer em ficar fora, em tradução livre para o português).

A dependência tecnológica tem feito com que muitos decidam deletar suas contas nas redes sociais

A dependência tecnológica tem feito com que muitos decidam deletar suas contas nas redes sociais

Pixabay

As redes sociais, sem dúvida, tomaram um espaço considerável na vida das pessoas. São crianças, jovens e adultos que, simplesmente, não conseguem se manter longe delas. Mas, enquanto muitos não ficam sem dar uma espiada na sua timeline (linha do tempo), outros estão deixando esse universo para aproveitar a vida real.

Com ou sem rede social?

O programa Fala Que Eu Te Escuto desta sexta-feira abordou o tema e questionou os espectadores se a vida era melhor sem a presença das redes sociais ou se elas fazem parte da evolução da sociedade.

"Acredito que faz parte, não tem como excluir essas ferramentas da nossa vida. Se a internet for utilizada com equilíbrio pode ser muito útil", comentou a advogada Camila Moraes.

A jornalista Geovanna Alves acrescentou que apesar do avanço é preciso ter cautela. "A tecnologia acompanha a evolução do homem, mas existem muitas pessoas que proliferam a maldade por meio das redes. Infelizmente, tudo tem o lado bom e ruim", opinou.

Uma pesquisa realizada por economistas da Universidade de Nova York com 1.700 pessoas concluiu que as pessoas que desativaram seus perfis, conseguiram aproveitar mais momentos com a família e com os amigos. Elas alegaram, também, terem se sentido menos deprimidas e ansiosas.

"Cada vez mais pessoas estão descobrindo que é muito mais saudável aproveitar a própria vida fora da internet. A vida era melhor e mais verdadeira sem as redes. Os relacionamentos eram melhores. Acredito que as redes sociais trouxeram ansiedade, comparação, individualismo, uma felicidade falsa", comentou a espectadora Verônica Oliveira.

Programa questionou os espectadores se a vida é melhor com ou sem as redes sociais

Programa questionou os espectadores se a vida é melhor com ou sem as redes sociais

Divulgação

Equilíbrio

Recentemente, um post de uma mãe, a médica Fernanda Rocha Kanner, viralizou. Na publicação, ela explica por que sua filha, Nina Rios, de 14 anos, não tem mais perfil nas redes sociais.

"Turminha teen, eu vou escrever aqui porque recebi muitos directs (...) Decidi apagar as contas dela. Chata, eu sei, mas nossa função como mãe não é ser amiguinha de vocês e isso vocês só vão entender em retrospectiva. Papo de tia. O carinho que vocês têm por ela é a coisa mais fofa mas eu não acho saudável nem para um adulto e muito menos para uma adolescente basear referências de autoconhecimento em feedback virtual", escreveu Fernanda.

Fernanda não está errada no que disse. Os jovens são influenciados a todo momento e nem sempre de forma positiva. Por isso, segundo os apresentadores do programa, a melhor resposta está no equilíbrio.

"Eu considero a internet uma excelente ferramenta para o meu trabalho que é ajudar e orientar pessoas. Mas, infelizmente, a maioria das pessoas se entregou a uma dependência tecnológica e isso não é bom", comentou o apresentador Bispo Adilson Silva.

O também apresentador, Bispo Eduardo Bravo, reforçou a importância de usar essas ferramentas com inteligência. "Pais, filhos, enfim, todos os usuários devem prestar atenção na forma que usam a internet, tem que ter equilíbrio e respeito", conclui.

O programa Fala Que Eu Te Escuto é exibido de terça a sábado pela Record TV, a partir de 00h45. Quem se encontra em outros países pode assistir pela Record Internacional ou pelo Facebook.

Últimas