Lifestyle Como famosos influenciam na decisão de comprar produtos

Como famosos influenciam na decisão de comprar produtos

Programa abordou o tema e questionou até que ponto o marketing exercido por celebridades e influenciadores é positivo

  • Lifestyle | Ana Carolina Cury

Cristiano Ronaldo virou assunto após trocar Coca Cola por água

Cristiano Ronaldo virou assunto após trocar Coca Cola por água

UEFA/EFE/14-06-21

Seja na TV, nas revistas, na internet, as celebridades fazem a cabeça das pessoas quando o assunto é marketing. De fato, elas transformaram-se em prioridade quando se fala em estratégia de vendas. Assim, suas atitudes podem resultar em consequências positivas ou negativas para uma marca.

O Neymar, por exemplo, exerceu essa influência com produtos da Nike por muitos anos, mas, recentemente a marca rompeu o contrato com o atleta, devido a uma acusação de assédio. Ele nega e diz que o fim da parceria se deu por questões comerciais. Mas, são muitas as empresas que ainda apostam na imagem do jogador para conquistar clientes.

Outro exemplo foi a repercussão da atitude do jogador Cristiano Ronaldo. Em uma entrevista, antes da partida entre Portugal e Hungria, pela Eurocopa, ele removeu duas garrafas de Coca-Cola da sua frente e trouxe a de água mais para perto, fazendo uma referência para que as pessoas tenham uma vida mais saudável.

Tipos de influência

Que os famosos são garotos propaganda, disso ninguém duvida. Mas, até que ponto uma celebridade ter seu nome associado a um produto faz a diferença?

O programa Fala Que Eu Te Escuto deste sábado abordou o tema e perguntou às pessoas se elas acreditam que os famosos influenciam na compra, geram confiança ou não faz diferença.

A influenciadora digital, Nayara Albuquerque, deixou sua opinião. “Sim, é claro que há uma influência, mas depende do público. Há quem confie apenas em pessoas que conhece. Hoje em dia, o que chamamos de micro influenciadores, que têm entre 10 e 100 mil seguidores, têm tido mais peso e ganhos nas ações de marketing”.

A espectadora Cintia Favacho relatou que, com essa pandemia, muitas pessoas passaram a usar mais as redes sociais, sendo influenciadas por esses meios. “É necessário prestar atenção para não se iludir. Muitos influenciadores fazem propagandas daquilo que não usam, ou propagam benefícios que nem existem”.

Para ela, há aqueles que são sérios, mas há também os que são verdadeiros atores que vendem produtos que, por vezes, sequer acreditam, apenas visam ganhar o cachê. “Dessa forma, muitas pessoas estão sendo manipuladas por aqueles que querem o lucro, custe o que custar, inclusive enganar”, acrescentou.

Resultado da enquete

A Influenciadora digital, Milena Danniela, contou que já foi influenciada e deixou um alerta. “A pessoa precisa pesquisar sobre o produto antes de comprar, para não cair em armadilhas. Porque há divulgações sérias, mas há enganações. Eu acredito que as pessoas são influenciadas a todo momento, sim”, observou.

O deputado estadual, Altair Moraes, ressaltou que é preciso se prevenir e buscar reparos, quando se cai em uma armadilha. “Quando um influenciador vende um produto que na realidade não é nada daquilo que foi vendido, a vítima pode recorrer e buscar justiça para responsabilizar criminalmente quem a enganou”.

52% das pessoas que participaram da enquete responderam que sim, os famosos influenciam na compra do produto. “Não precisa ser famoso, qualquer um pode influenciar. As pessoas precisam tomar cuidado e refletir sobre quem elas têm seguido/ouvido nas redes sociais, porque, de fato, somos influenciados a todo momento”, concluiu o apresentador, pastor Guilherme Grando.

O programa Fala Que Eu Te Escuto é exibido de terça a sábado pela Record TV, a partir de 00h45. Quem se encontra em outros países pode assistir pela Record Internacional ou pelo Facebook.

Últimas