Lifestyle Como descobrir se estamos sendo vigiados na internet

Como descobrir se estamos sendo vigiados na internet

Programa Fala Que Eu Te Escuto abordou o tema e questionou até que ponto somos controlados pelo mundo online

  • Lifestyle | Ana Carolina Cury, Do R7

Um número assustador. Somente nos três primeiros meses deste ano, o comércio eletrônico brasileiro sofreu 600.926 tentativas de fraudes, um crescimento de 83,7% em relação a 2020. Segundo especialistas, as mais diferentes tentativas de golpes crescem ano após ano.

Assim, num cenário onde mais de 80% dos lares brasileiros têm acesso a internet, fica a dúvida: será que estamos sendo vigiados?

O programa Fala Que Eu Te Escuto desta sexta-feira discutiu o assunto e questionou os espectadores se eles acreditam que a internet sabe tudo sobre nós. "Nos tempos atuais é impossível ficar sem internet. Acredito que podemos estar sendo observados sim, mas é um risco que vale a pena", comentou a digital influencer, Lorena Almeida.

83% dos lares brasileiros têm acesso à internet

83% dos lares brasileiros têm acesso à internet

Pixabay

Muitos gigantes da internet têm ferramentas de controle e conseguem saber nossa localização, curtidas, reações a publicações e até informações do modelo de aparelho que usamos para acessar à internet.  Além disso, toda vez que fazemos pesquisas e compras na internet ou cadastros em sites, estamos espalhando nossos dados.

Tudo isso pode ser utilizado para a formação de perfis comportamentais, de consumo, de hábitos e de saúde sem que saibamos. Assim, essas empresas coletam essas informações como estratégia comercial. Porém, esse tipo de atitude gera mais um ponto de interrogação sobre a nossa privaciadade.

"Falei que iria fazer um pavê de doce de leite, quando abri meu celular recebi anúncios com receita. Também já passei pela experiência de falar que queria comprar um tênis preto e passei a receber anúncios de calçado. Somos vigiados", comentou a espectadora, Rose Oliver.

Como se proteger?

Não é inteligente permitir o acesso das empresas aos nossos dados, sem prestar atenção aos termos de adesão.

Programa reforçou a importância de dar atenção à política de privacidade ao acessar a internet

Programa reforçou a importância de dar atenção à política de privacidade ao acessar a internet

Divulgação

"É um descuido porque, sem saber, autorizamos empresas a terem acesso aos nossos dados, por isso, é importante sempre ler os termos dos aplicativos, antes de baixá-los. Nada é de graça, quando não pagamos é porque nós somos a moeda, o produto. Sempre desconfie", explicou o engenheiro de software, Rudnei Carlos.

Ele orientou a sempre configurarmos e restringirmos as permissões dos aplicativos do celular. "Precisamos ler todos os termos e ficar atentos para entender o que estão fazendo com as nossas informações e saber como nos proteger", concluiu.

O programa Fala Que Eu Te Escuto é exibido de terça a sábado pela Record TV, a partir de 00h45. Quem se encontra em outros países pode assistir pela Record Internacional ou pelo Facebook.

Últimas