Está ocioso na quarentena? Faça pequenas reformas em casa

Arrumar portas e pintar paredes podem ser uma boa forma de combater o tédio ou até ansiedade do confinamento

Que tal usar o tempo da quarentena para dar 'um tapa' na casa?

Que tal usar o tempo da quarentena para dar 'um tapa' na casa?

Pexels

Reforma de casa nunca termina. Sempre vai ter aquela janela para consertar, aquele piso que estragou, ou até mesmo aquela mudança nos ares que precisa ser feita.  Essa época de isolamento por conta do novo coronavírus (Covid-19) é ideal para colocar a mão na massa e cuidar desses pequenos reparos. Ocupa o tempo e ajudar a cuidar da saúde física e mental.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil - CAU/BR Datafolha, 54% dos brasileiros já fizeram reformas ou construções. Desses, menos de 15% utilizaram os serviços de um arquiteto ou engenheiro na obra. 

A arquiteta Talita Rolim, sócia-fundadora do Studio Alta Arquitetura, garane que com pequenos passos é possível aproveitar a quarentena para mudar o visual da sua casa ou apartamento. “Existem cômodos, os famosos quartinhos, que sempre entulhamos as coisas lá dentro, sem nos preocuparmos com a decoração. Agora
que estamos em quarentena, acho super válido dar uma atenção para esses espaços, bem como se livrar de objetos que você não utiliza mais. Tenho certeza que é uma ótima oportunidade de não gerar ansiedade e ainda contribuir para o seu lar”,  diz a especialista.

Organize a rotina para fazer reparos

Organize a rotina para fazer reparos

Pexels

Para grandes mudanças, Talita recomenda a contratação de um técnico, algo que deve ser feito após a quarentena. Para reparos mais simples, a arquiteta dá algumas dicas de por onde começar.
 

1 - Tenha uma lista diária:
 “Estar em um local calmo, organizado e limpo faz toda a diferença. Nele é possível meditar, praticar exercícios físicos, etc. Uma maneira de organizar o lar durante esse período é ir listando as atividades realizadas no dia a dia e
fazer um cronograma da arrumação”, sugere a arquiteta. 

2 - Aproveite para envernizar as portas:
 “Para reformar a porta é necessário uma lixa, um pano, pincel e verniz. Começamos lixando os locais que estão sujos, depois tire a poeira com um pano úmido, ao passar o verniz com o pincel cuidado para não ficar com as marcas dele, por isso espalhe bem, esse é um pequeno detalhe, mas que faz toda a diferença no visualda casa”, aconselha Talita. 

3 - Conserte aquela parede descascando:
Antes de pintar um cômodo é preciso verificar se a umidade não estragou alguns
pontos. Se sim, o primeiro passo é descascar a parede, utilizando uma espátula ou outra ferramenta que consiga retirar toda a parte ‘fofa’. 

“Para realizar essa reforma é necessário utilizar argamassa comum, AC-II, todas as
recomendações de preparo estão na embalagem. Umedeça bem a parede antes de colocar o sedimento, coloque a massa na desempilhadeira - como se fosse aplicar massa corrida na parede - coloque nos lugares em que você descascou, se atentando a deixar o máximo alinhado possível. Uma das técnicas para deixar a parede bem lisa é raspar com a própria espátula, também para o acabamento passe uma esponja molhada. No dia seguinte, a  parede já estará pronta para ser pintada”, explica a arquiteta.

4 - Renove as cores das paredes:
Cubra todo o chão com plástico ou jornal para evitar manchas, prepare a tinta,
na hora de diluir verifique a porcentagem nas especificações da tinta, caso você não queria a tinta branco pode diluir pigmentos. “Pinte a parede com rolo e os detalhes com pincel, uma estratégia bacana de decoração é pintar uma das paredes de cor diferente”, sugere Talita.