Bichos Saiba como identificar o câncer de próstata em cães e gatos

Saiba como identificar o câncer de próstata em cães e gatos

Tutores devem ficar atentos a alguns sinais clínicos para prevenir a doença em animais de estimação

Cães a partir de 7 anos são os mais propensos a ter complicações

Cães a partir de 7 anos são os mais propensos a ter complicações

Pixabay

O câncer de próstata não é uma doença exclusiva dos humanos, os pets também precisam de acompanhamento para evitar possíveis complicações no trato urinário. 

A incidência em animais com mais de sete anos é de aproximadamente 4%, mas a doença silenciosa ainda dificulta o diagnóstico e o tratamento precoce. "Embora a doença não seja muito recorrente, o cão tem mais propensão do que os gatos", conta Karina Delia Albuquerque, professora do curso de Medicina Veterinária da Universidade UNG.

E mais: Estudante usa meia para proteger cachorro do barulho dos fogos

O diagnóstico é feito pelo histórico do animal (idade, sexo e espécie) e os não castrados são mais predispostos ao aparecimento do câncer. "O tumor apresenta grau de malignidade agressiva e de rápida evolução em cães, causando metástases, ou seja, afetando vários outros órgãos como linfonodos regionais, pulmões e ossos", explica o veterinário Bruno Tammenhain.

Novembro é o mês dedicado à conscientização da doença, e a campanha 'Novembro Azul Pet' tem como objetivo chamar a atenção para a importância dos exames preventivos.

Cão com câncer é adotado por jovem em seus últimos dias

Como identificar

Os tutores devem ficar atentos em alguns sinais clínicos, como aumento na frequência do ato de urinar, gotejamentos constantes, presença de sangue ou pus. Alguns pets podem apresentar constipação devido ao aumento da próstata, além de fezes em forma de fitas. Em situações mais graves, pode haver dor abdominal.
O exame físico é realizado com palpação abdominal, retal e sensibilidade abdominal. O profissional também deve pedir exames complementares, como ultrassonografia.

Prevenção

Segundo Karina, a castração precoce é a prevenção mais eficaz contra a doença. “A testosterona pode ser um dos fatores que desencadeiam o câncer de próstata em animais. Com a esterilização, eliminamos alguns hormônios”.

Tratamento

"A cirurgia de retirada da próstata e a radioterapia estão entre os tratamentos indicados que podem trazer benefícios e sobrevida. Por se tratar de uma doença agressiva e sistêmica, um aspecto importante do tratamento é a terapia de suporte, como a prescrição de polivitamínicos, anti-inflamatórios, estimulantes de apetite e analgésicos ", diz o profissional.

Como a falta de apetite é um sintoma comum em pacientes debilitados, a utilização de medicamentos palatáveis ajuda a tornar o tratamento menos estressante e mais eficaz.

“Para gatos, pode ser uma pasta oral, que aplicada na patinha é absorvida através da lambida. Ou ainda, em filme oral, que derrete ao ser colocado em contato com a língua do pet. Já para os cães, existem as opções dos biscoitos medicamentosos e as caldas e molhos. Todos produzidos no sabor que o pet mais gosta: abacaxi, frutas vermelhas, salmão, picanha, bacon, entre outras", sugere Thereza Denes, farmacêutica da DrogaVET.

Que dó! Cachorrinhos picados por abelhas derretem a web. Saiba o que fazer

Últimas