Bichos 'Menina do bode': conheça a dupla diferentona que é sucesso na web

'Menina do bode': conheça a dupla diferentona que é sucesso na web

Em entrevista ao R7, Açucena Guirra conta detalhes sobre a adoção do Bento, um cabritinho mimado que tem até mamadeira

  • Bichos | Do R7

"Eu tenho uma vida de mãe mesmo, nunca imaginei"

"Eu tenho uma vida de mãe mesmo, nunca imaginei"

Reprodução/Instagram

“Cheguei a esconder cinco gatos dentro de casa e já adotei uma rã. Mas, desta vez, fui longe demais”, brinca Açucena Guirra, 19, uma “mãe de pet” diferente. A jovem, que mora em Senhor do Bonfim, na Bahia, virou uma celebridade instantânea depois de adotar o Bento, um cabritinho muito simpático. A história viralizou e rendeu a ela a alcunha de “menina do bode”, e mais de 250 mil seguidores nas redes sociais.

Em entrevista ao R7, a baiana conta que o caso foi "amor à primeira vista". Um dia, a caminho do trabalho, ela viu três bodes à venda em uma feira e pensou que queria um. “Desde que o vi, fiquei cega de amor. Não pensei no que ele ia comer, no que ele ia fazer, só pensei que ia comprar e que ele seria meu filho”, lembra. Depois de desembolsar R$ 70, Açucena levou Bento para casa e o apresentou à família.

O pai, relutante, pediu que ela devolvesse o animal. Já a mãe, embarcou na ideia e assumiu o posto de vovó, chegando a comprar uma madeira para que Bento pudesse tomar leite. A história poderia ser simples, se não fosse pelo jeito bem-humorado com que Açucena conta.

Só no Tik Tok, o vídeo em que ela explica como encontrou o bode já tem mais de 8 milhões de visualizações, o sucesso também veio no perfil do Instagram. “O auge aconteceu. Fui na rua só pra resolver minhas coisas, resultado: voltei com um bode”, diz no vídeo.

“Eu e Bentinho desejamos boas-vindas a todos os nossos (o perfil não é mais só meu ) seguidores!”, disse. Antes da chegada do filho de quatro patas, Açucena era uma digital influencer com cerca de 11 mil seguidores e não esperava que fosse crescer tão rápido. Hoje, arrasta uma multidão que não quer perder nenhuma cena das aventuras da dupla.

Junior, pai de Açucena, não resistiu ao charme de Bento

Junior, pai de Açucena, não resistiu ao charme de Bento

Reprodução/Instagram

“Por mais que eu tivesse feito o vídeo sem intenção de estourar, eu quis passar a mensagem que aquele animal poderia ser tratado como um bebê. Depois disso muitas pessoas contaram que também adotaram um bode. Mas quero que elas entendam que eles também precisam do espaço deles, que elas evitem esse negócio de matadouro, porque é muito triste isso”, afirma.

Bento, que já não é mais tão pequeno assim, precisou de mais espaço para correr e brincar.  Açucena o “vendeu emprestado”, como ela diz, para uma chácara que cria bichos, mas não mantém abatedouro.

“Quase fiz o homem assinar um contrato, me prometendo que não vai abater esse bode. É uma venda que foi emprestada e eu disse pra ele ‘eu ainda sou a mãe do Bento’”, conta.

Mas a decisão de abrir mão da companhia do animal não foi fácil. “Se eu deixasse ele aqui em casa, estaria pensando apenas na minha felicidade. Ele não estava feliz aqui, não tinha espaço, e amor é isso, você pensar no outro. Tive meus momentos felizes, mas minha casa não é apta para criar um bode. Foi isso que aconteceu”, explica.

Depois de Bento, Açucena prometeu que não comeria mais carne de bode. E, agora, pensa em mudar a rotina para não consumir mais nenhum tipo de alimento de origem animal. “A de bode eu não como mais porque minha consciência pesa. Lembro de Bento fechando o olhinho quando eu faço carinho nele, como se estivesse sentindo seguro ali e me dá vontade de chorar. Mas, assim como um bode, eu sei agora que um boi também tem sentimentos”, afirma.

Últimas