Border collie mais caro do mundo é vendido por R$ 107 mil

Cachorro treinado na Inglaterra foi vendido para pastorear gados em fazenda nos Estados Unidos

    • Bichos
    • por
      BBC NEWS BRASIL
Emma Gray treina 20 cãs pastores em tempo integral na fazenda dela

Emma Gray treina 20 cãs pastores em tempo integral na fazenda dela

Glen Minikin

Um border collie de Northumberland, um condado no norte da Inglaterra, se tornou o cão pastor mais caro do mundo depois de ser vendido ao dono de uma fazenda nos Estados Unidos por 18,9 mil libras, o equivalente a R$ 107 mil.

Megan, de dois anos e meio de idade, foi vendida pela pastora Emma Gray em um leilão em North Yorkshire.

Gray, de 33 anos, que cria e treina cães pastores perto de Morpeth, quebrou seu próprio recorde de um ano atrás, quando um cachorro semelhante foi vendido por quase 15 mil libras (cerca de R$ 85 mil).

O preço médio para um cão capaz de pastorear ovelhas ou bois geralmente é de cerca de £ 2 mil (R$ 11,3 mil).

Agora, Megan deixará de pastorear ovelhas no nordeste da Inglaterra para reunir gados da raça Wagyu em Oklahoma.

Megan vai pastorear gados quando chegar no estado americano do Oklahoma

Megan vai pastorear gados quando chegar no estado americano do Oklahoma

Glen Minikin

Gray, que representou a Inglaterra no World Sheepdog Trials (campeonato mundial de cães pastores), disse que conferiu o preço duas vezes após o leilão em Skipton na última sexta-feira (21/02).

"Eu tive que encerrar o leilão e ter certeza de que não era uma farsa e que eu não estava sonhando", disse ela.

"Depois, fui à Marks and Spencer, comprei frango para Megan e a deixei dormir no meu travesseiro."

Megan é filha de vários cães de alto desempenho e tem uma "linhagem impressionante", de acordo com Gray, que treina 20 cães pastores na fazenda dela.

"Megan é o pacote completo. Ela é uma cachorrinha muito talentosa e tem as melhores linhagens", afirmou.

"É realmente incomum um cachorro como ela entrar no mercado. Se as circunstâncias fossem diferentes, eu nunca a teria vendido."

"Mas eu já tenho dois cães pastores muito, muito bons, então tive que tomar a decisão de vendê-la."

Gray, que assumiu a remota fazenda de Fallowlees, de 150 acres (aproximadamente 80 campos de futebol), pertencente à National Trust, em Harwood Forest, há 10 anos, disse ter publicado vídeos de Megan na internet na esperança de atrair interesse.

Ela disse: "Estou realmente satisfeita por alguém ter reconhecido o valor de Megan porque acho que, às vezes, os border collies e os cães pastores estão subvalorizados, considerando o talento deles."

"Pastorear gado não é tão diferente de pastorear ovelhas. E, para ser honesta, Megan pastoreará qualquer coisa."

Megan deve viajar para os Estados Unidos em cerca de três semanas.

O novo dono do cão, Brian Stamps, dono de uma fazenda no centro de Oklahoma, disse: "Eu acompanho a venda de Skipton há vários anos, pois costumava ter border collies aqui nos Estados Unidos."

"Imaginei que seria o melhor lugar disponível para proteger um cão que atendesse às nossas necessidades".