Sport Life Trabalhe o corpo todo com os exercícios funcionais

Trabalhe o corpo todo com os exercícios funcionais

Quem busca melhorar o condicionamento físico de uma maneira rápida, os exercícios funcionais são a melhor alternativa

Sport Life
Shutterstock

Shutterstock

Sport Life

A prática de exercícios funcionais vem aumentando no Brasil. Um dos exemplos desse tipo de atividade é o Crossfit, que está no Brasil desde 2009. Apesar do pouco tempo, o número de fãs já é imenso. Contudo, alguns ainda não sabem direito como praticá-los.

“Exercícios funcionais são aqueles que utilizam padrões de recrutamentos motor universais. São movimentos naturais do corpo, realizados onde a contração começa, no centro, no abdome, regiões torácica e dorsal, e se dirigem até as extremidades, aos pés e às mãos. São, ainda, movimentos compostos, utilizando múltiplas articulações, ou seja, são exercícios onde mais de uma articulação participa. Por serem locomotores naturais, são os mais eficazes do corpo para movimentação dos objetos externos”, explica o Doutor Jan Cerf Willen Sprey, ortopedista e especialista em Medicina Esportiva.

Por outro lado, é importante reforçar que o CrossFit tem diferenças para os outros exercícios funcionais? O programa se distingue por concentrar movimentos constantemente variados, executados em alta intensidade, ou seja, de forma rápida e repetitiva, com nenhum ou pouco intervalo entre as séries. É, também, uma das poucas práticas que têm como objetivo melhorar, de forma homogênea e balanceada, todos os atributos do condicionamento físico

Assim como em qualquer outro treino de grande esforço físico, é preciso ter atenção para evitar lesões nos exercícios funcionais. Para isso, primeiramente, é importante não pular pontos da progressão. Sempre dar muita atenção para a forma que o movimento é executado e nunca sacrificar a qualidade para aumentar a carga de forma rápida. Ou seja, sempre tentar ganhar qualidade técnica e motora, principalmente nos movimentos mais complexos, antes de tentar aumentar o peso. A participação de um professor qualificado é também essencial nesse processo, corrigindo os alunos, uma vez que, normalmente, as lesões ocorrem quando há exagero na carga ou movimentação incorreta. Assim, a instrução atenta e adequada do profissional pode prevenir que os praticantes se machuquem.

“Para saber, no Crossfit, a articulação que mais se envolve com lesões são os ombros, representando entre 25% a 33%. Na sequência estão as lesões na lombar e no joelho, respectivamente”, conta o médico. Elas acontecem por sobrecarga motora relacionada ao gesto incorreto, em exercícios como suspensão em barra ou argolas, levantamento olímpico, agachamento, entre outros.

Últimas