Sport Life Qual a alimentação adequada após atividades aeróbicas longas?

Qual a alimentação adequada após atividades aeróbicas longas?

Refeições leves, reposição de nutrientes e boa hidratação ajudam na recuperação após fazer atividades aeróbicas que duram muito tempo

Sport Life
Shutterstock

Shutterstock

Sport Life

Atividades aeróbicas longas (de ao menos duas horas, como uma maratona) fazem com que o consumo de ácidos graxos predomine, sem deixar de lado a glicose. Por causa da duração do exercício, principalmente para os corredores amadores, é necessário fornecer suprimentos ao corpo a cada 1h15, 1h30

É importante, também, não se esquecer da hidratação. Água e bebidas isotônicas que contenham carboidratos de alto índice glicêmico (maltodextrina, glicose, dextrose, etc.), vitaminas e minerais, devem ser consumidas antes e durante os treinos e competições.

E, mesmo depois de terminar o exercício é preciso ter atenção ao que será consumido. Confira algumas dicas!

Beba bastante líquido

E sempre em goles pequenos. Frutas também ajudam a repor a água e os minerais perdidos durante a atividade aeróbica.

A alimentação precisa ser leve

O fígado teve trabalho extra para metabolizar os resíduos de ácido lático acumulados durante o esforço. Assim, em vez de montar um pratão no almoço e outro no jantar, procure fazer refeições menores, distribuídas ao longo do dia.

Reposição de nutrientes

Grande parte do glicogênio muscular foi perdida, por isso, depois da atividade, o ideal é consumir principalmente carboidratos. Mas não se esqueça de incluir também uma fonte de proteína para a recuperação dos músculos. É importante levar entre 50 e 100 gramas de carboidratos para consumir em até uma hora depois do término. Nos primeiros 30 minutos, o melhor é que eles venham de fontes líquidas. “A recuperação dos estoques de glicogênio muscular começa nas 2 horas posteriores. É nesse momento, chamado de janela de oportunidade, que a absorção dos carboidratos é favorecida. Por isso é tão indicado comer frutas, que são ricas em carboidratos e sais minerais, ou outras fontes do nutriente”, diz o fisiatra Paulo Lourega.

Nutrição do dia

Realizada a primeira recarga de carboidrato após as atividades aeróbicas, as demais refeições podem conter fontes de carboidratos como arroz, purê de batatas, cenouras cozidas, macarrão com molho de tomate, pizza caseira e legumes cozidos. Evite o excesso de óleo e, se quiser, salgue um pouco mais os pratos do que o habitual. Aposte em proteínas com pouca gordura, como peixe branco e carne branca. No dia seguinte, é hora de incluir boas gorduras, como peixes de água fria (salmão, sardinha e atum) ou oleaginosas (castanhas, amêndoas e nozes) na salada e nos lanches. O ômega-3 desses alimentos vão facilitar a vasodilatação e a eliminação das toxinas, além de ter poder anti-inflamatório.

Últimas