Sport Life O que a aparência física tem a dizer sobre sua saúde

O que a aparência física tem a dizer sobre sua saúde

A aparência do corpo pode enviar sinais de que sua saúde não vai bem. Aprenda a interpretar os sintomas e identificar os possíveis problemas

Sport Life
Pixabay

Pixabay

Sport Life

Ninguém tem dúvidas de que nosso corpo reflete nosso estado de saúde, não é mesmo? Mas, você sabe interpretar os sinais que ele te dá? Separamos alguns fatos sobre o que a aparência física nos ensina sobre as condições de saúde em que estamos. Não deixe de conferir!

Boca “suja”
A aparência de dentes “ruins” e gengiva inflamada não são apenas sinais de que você não cuida da higiene da boca. Podem ser um alerta de como anda o seu coração e os seus ossos. Perda de dentes, por exemplo, pode ser um sintoma de osteoporose. Já dentes sujos e malcuidados avisam que as suas chances de ter uma doença cardíaca aumentaram até 70%, como comprovou estudo publicado no British Medical Journal.

Rugas
Não tem jeito. As rugas são inevitáveis e resultado do envelhecimento do corpo. Mas elas podem ser um aviso de osteoporose. Pesquisas mostraram que há uma relação entre elas e a saúde dos ossos em mulheres que estão na pré-menopausa. Quanto mais profundas e pronunciadas, maiores os riscos de os ossos terem baixa densidade, ou seja, serem mais frágeis.

Vermelhidão no rosto
Ficar com a aparência corada o tempo todo pode ser um indicativo de rosácea, uma doença vascular crônica mais frequente em mulheres, que leva os vasos sanguíneos a ficarem mais dilatados, daí a vermelhidão na cara.

Pé inchado
Anda difícil calçar os sapatos? Pois os pés inchados não são apenas resultado de uma lesão, do uso de algum remédio ou de gravidez, por exemplo. Falência cardíaca também leva o corpo a reter líquido, fazendo com que pés e pernas inchem.

Aumento de peso
Se a dieta continua a mesma e você não consegue perder alguns quilos, pode ser por causa de hipotireoidismo, disfunções hormonais, hipodonadismo ou insulinoma. Além da tireoide, problemas emocionais, como a depressão e ansiedade, também colaboram para o ganho de peso.

Últimas