Sport Life Espante a preguiça no frio com treinos curtos

Espante a preguiça no frio com treinos curtos

Com treinos curtos e a intensidade mais alta, a preguiça pode ser espantada mais facilmente e, assim, melhorar os potencializar

Sport Life
Shutterstock

Shutterstock

Sport Life

Nos dias mais gelados a preguiça bate na porta antes da vontade de ir treinar. Afinal, quanto mais baixa a temperatura, maior a vontade de ficar em casa aconchegado entre as cobertas. Para evitar o sedentarismo e ainda garantir resultados, é possível apostar em metodologias de treino que potencializam a intensidade dos exercícios e requerem menos tempo na academia.

Se exercitar em apenas 20 minutos e enxugar o abdômen é uma boa pedida para espantar a preguiça! “Não é milagre ou falsa promessa”, garante Altino Andrade, profissional de educação física da rede de academias Just Fit.

Batizada de Just HIIT, a aula ajuda quem tem aquela preguiça de treinar no inverno a manter o peso e ainda se aquecer nos dias mais gelados. “Adotamos uma metodologia na qual a série de exercícios funcionais é realizada de forma bem intensa por 20 segundos, com intervalos de 10 segundos”, diz.

“Nesta aula, o aluno vai executar 5 exercícios sendo que para cada um deles realizará oito séries de 20 segundos com um intervalo de 10 segundos entre cada série. A intensidade é alta para aumentar o gasto calórico”, porém cada participante é quem ditará seu ritmo, sendo assim uma atividade aberta a todos os alunos, independente do nível de condicionamento diz Altino.

Outra grande vantagem do HIIT é que ele ajuda a eliminar a gordura abdominal. “O treino intervalado estimula e acelera o metabolismo. Até a queima calórica pós-atividade física é aumentada e fica mais fácil detonar a barriguinha”, diz o profissional. A saúde, obviamente, também sai ganhando com o treino intenso. O profissional de educação física conta ainda que o método melhora a sensibilidade do praticante à insulina que é um hormônio de armazenamento, que quando elevada dificulta a perda de gordura, além disso há também uma melhora em alguma comorbidades, como a diabetes.

“O objetivo das aulas é manter o aluno motivado. A gente sabe que falta de tempo não é mais uma desculpa e, agora, o frio também não vai ser. Há grande variedade de exercícios, a maioria funcionais, ou seja, que usam o próprio corpo como peso e com movimentos orgânicos e aulas em circuito, que ajudam a dar mais ânimo para treinar”, finaliza.

Últimas