Sport Life Confira os problemas que vão além do ganho de peso

Confira os problemas que vão além do ganho de peso

Alguns excessos das festas de fim de ano ainda te perseguem? Então fique atento aos prejuízos, pois são maiores do que o aumento de peso

Sport Life
GettyPremium

GettyPremium

Sport Life

Muita gente ainda não conseguiu retomar a rotina normal no começo do ano. Se você ainda está comendo ou bebendo em excesso, consumindo o que não faz parte do dia a dia, fique atento aos problemas que estão relacionados com o acúmulo de peso.

Essa mudança, além do peso, também resulta em problemas no organismo (físicos, emocionais e metabólicos) que podem persistir por dias e até semanas. Segundo o fisioterapeuta e Ph.D. em neuroanatomia Mario Sabha, na área emocional os excessos que começaram no fim de ano podem acionar um gatilho para continuar ingerindo comidas calóricas.

“Devemos entender que todo excesso, como comer ou beber demais, é um mecanismo de compensação. Ainda mais nessa época que geralmente estamos mais emotivos: tanto a alegria pela festividade como as frustrações e insucessos que aconteceram durante o ano podem levar ao exagero”, explica. Assim, ao sentir um conforto ao comer e beber, o cérebro entende que precisa disso nos outros dias.

Sabha aponta que é importante manter a mente sob controle para que o corpo não acabe sofrendo junto com o ganho de peso. “Quando consumimos mais do que o nosso corpo está acostumado, também temos problemas com a questão metabólica, pois nosso organismo terá mais trabalho para digerir os alimentos e deixará de produzir enzimas e hormônios, por exemplo, da melhor forma ou na quantidade necessária”.

O resultado desta combinação entre desequilíbrio mental e metabólico é o problema físico. Consumir alimentos e bebidas exageradamente gera muitos gases no corpo que, junto aos próprios alimentos que não foram bem digeridos, fazem um peso maior entre os órgãos. “A consequência desse peso fora do normal é que, como os órgãos ‘se apoiam’ na nossa coluna vertebral, ela pode se tracionar e gerar dores e desconfortos desde os que passam após algumas horas até os que persistem por muito mais tempo”, emenda.

Para aliviar dores e desconfortos provocados pelos excessos iniciados no final do ano, a recomendação é voltar à prática de exercícios físicos respeitando o próprio limite e apostar em terapias como osteopatia e quiropraxia, que ajudam no funcionamento dos órgãos e na correção da postura. Além disso, é fundamental retornar a uma vida saudável. “O maior problema não é o que você come do Natal ao Ano Novo, mas o que você come do Ano Novo até o Natal. Se você tiver um ganho muito grande de peso – o que não vai ocorrer por um descuido de apenas alguns dias – daí sim o problema físico se torna ainda maior, já que o aumento de peso e do abdômen altera seu centro de gravidade e você passa até a pisar diferente, desequilibrando todos os seus órgãos e consequentemente o quadril e a coluna vertebral, podendo gerar dores ainda mais severas”, alerta.

Últimas