Sport Life 5 coisas que prejudicam nossa saúde tanto quanto fumar

5 coisas que prejudicam nossa saúde tanto quanto fumar

Algumas coisas que fazemos em nosso dia a dia podem nos prejudicar da mesma maneira que o ato de fumar. Saiba quais são e fuja deles!

Sport Life
Shutterstock

Shutterstock

Sport Life

Fumar faz muito mal à saúde e todo mundo sabe disso. Mas, também existem alguns hábitos que você pode estar fazendo em sua rotina que prejudicam tanto quanto colocar um cigarro. Veja quais são para buscar eliminá-los rapidamente!

1 – Ficar sentado o dia todo

Mesmo que você pratique exercícios regularmente, ficar sentado por longos períodos no carro ou no escritório está ligado a muitos problemas de saúde. De acordo com a Alberta Health Services-Cancer Care no Canadá, a inatividade está ligada a 160 mil casos de câncer de língua, mama, próstata e cólon todos os anos. Mais ou menos 2/3 do número de pessoas com câncer causado pelo ato de fumar.

O correto: é essencial fazer pequenas pausas no trabalho. Vale até caminhar um pouco pelo escritório, caso você trabalhe em um. Se a situação é oposta,

Em casa, resistir à tentação de ficar sentado na frente da TV. Fazer uma curta caminhada em torno do quarteirão para relaxar, passe alguns minutos na limpeza da casa, ou vá a academia.

2 – Comer muita carne

A carne (bovina, suína e de frango) possui diversos hormônios e antibióticos que são usados para acelerar o crescimento dos animais. Ao consumirmos um produto com tais componentes, sejam carnes ou laticínios, acabamos absorvendo os seus malefícios, que podem se comparar aos de fumar.

O correto: substitua as proteínas animais por vegetais, como ervilha, lentilha, grão-de-bico, sementes oleaginosas, entre outros. A mesma pesquisa mostrou que uma dieta rica em proteínas vegetais, como as do feijão, que possui quase a mesma de proteínas da carne, não provocam o mesmo aumento nas taxas de câncer que uma dieta com muitas proteínas animais.

3 – Cozinhar com o óleo errado

Cozinhar em alta temperatura com óleo de soja faz com que aconteça um lançamentos de material particulado e com nomes bem estranhos e maléficos: aldeídos e hidrocarbonetos aromáticos policíclicos, encontrados na fumaça após fumar e ligados à inflamação das vias aéreas.

O correto: escolha o tipo de óleo de cozinha adequados a cada tipo de preparo. Por exemplo, o azeite não é bom para fritar ou cozinhar a altas temperaturas, mas é ótimo para cozinhar a baixas temperaturas ou em saladas;  já o óleo de abacate é ótimo para ser utilizado em altas temperaturas.

4 – Bronzeamento artificial

O bronzeamento artificial cauda 420 mil casos de câncer de pele nos Estados Unidos por ano. Em comparação, fumar causa 226 mil casos de câncer de pulmão.

O correto: o primeiro passo é aprender a amar o seu tom de pele. Mas se você realmente quer um bronzeamento natural, coma mais cenouras e tomates. Os dois alimentos são ricos em carotenoides que vão dar um boost no seu tom de pele, e você não terá que se preocupar com a exposição a ingredientes como spray de bronzeamento sem sol e loções.

5 – Não dormir o suficiente

Isso pode te deixar muito doente: a privação do sono pode causar pressão alta, problemas cardíacos, derrame, obesidade e outros problemas sérios. As taxas de mortalidade de quem dorme mal são semelhantes às observadas em quem gosta de fumar. Um sono de má qualidade, também é bastante prejudicial: dormir “picado”, acordar várias vezes durante à noite impede que o corpo entre na fase de sono profundo (chamada de REM). Tal condição pode acelerar o crescimento de tumores.

O correto: não presuma que é normal estar sempre cansado. Essa fadiga pode estar ligada a diversos fatores, como alimentação e estresse. Converse com um profissional de saúde para descobrir as causas do sono irregular.

Últimas