Sport Life 4 nutrientes essenciais para quem pratica a corrida

4 nutrientes essenciais para quem pratica a corrida

Quem é amante da corrida, precisa ficar ligado na reposição de 4 nutrientes importantes para o nosso organismo

Sport Life
Getty Images

Getty Images

Sport Life

A corrida exige alguns cuidados especiais em nossa alimentação. Assim como qualquer atividade física, é preciso deixar o corpo bem preparado para suportar o desgaste. Então, temos uma lista com os 4 nutrientes que são os mais importantes. Confira!

1. Antioxidantes – Vitaminas A, C e E, mais complexos de minerais, como zinco, selênio, cobre e manganês, são itens de primeira necessidade no nécessaire do corredor. Esses minerais são antioxidantes por excelência, combatendo os radicais livres, moléculas adulteradas que o organismo produz em decorrência do estresse físico e psicológico do treinamento e dos processos inflamatórios que a corrida pode provocar.

Quando consumir: próximo ao café da manhã, almoço e jantar;

Quanto: depende do tipo de treinamento e das características do corredor.

2. Vitamina C – Entre todos os antioxidantes, a vitamina C é, talvez, o mais importante para quem corre. “Além de ajudar a fortalecer o sistema imunológico, minimizando os riscos de gripes e resfriados que prejudicam o treinamento, é um poderoso anti-inflamatório, evitando o agravamento de lesões de tendões, ligamentos e articulações”, diz a nutricionista Camila Delpapa.

Quando consumir: ao longo do dia;

Quanto: até 2 g, no máximo.

3. Ômega-3 – Já se sabia há um bom tempo que o ômega-3 ajuda a cuidar da saúde do coração. Mas um bom corpo de evidências científicas mostra que ele tem um outro benefício fundamental, especialmente para quem corre: ajuda a prevenir e a aliviar dores nas juntas. Mais, seja por causa da corrida, seja por outro motivo qualquer, o corpo produz uma série de substâncias inflamatórias, e o ômega 3 ajuda a contra-atacar essa produção, reduzindo os processos inflamatórios a que o corpo é exposto diariamente. Também é possível encontrar no mercado cápsulas de óleo de peixe e de salmão, alimentos que são riquíssimos nesse nutriente.

Quando consumir: próximo ao almoço e jantar;

Quanto: de 500 mg a 1 g por dia.

4. Zinco – Se a vitamina C é a rainha entre as vitaminas para quem corre, entre os minerais, o destaque vai para o zinco. Além de ajudar no crescimento e no reparo muscular, também minimiza os riscos de gripes e resfriados. Vários estudos já apontaram que não há nada melhor do que a dobradinha vitamina C e zinco para o fortalecimento do sistema imunológico.

Quando consumir: ao longo do dia;

Quanto: 15 mg (homens) e 12 mg (mulheres).

Últimas