Instituto transforma salas de quimioterapia em 'aquário' para crianças

"Doente, a criança tem tanto direito à infância quanto saudável", explica gerente de saúde responsável pela inciativa 

Instituto transforma salas quimioterápicas em aquários

Instituto transforma salas quimioterápicas em aquários

Divulgação

"Doente, a criança tem tanto direito à infância quanto saudável". É assim que Laurenice Pires, gerente da área de saúde do Instituto Desiderata, explica a iniciativa de transformar os espaços de tratamento quimioterápico para crianças em hospitais públicos do Rio de Janeiro em verdadeiros cenários lúdicos.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), cerca de 12 mil casos de câncer infantil são diagnosticados por ano. A dureza dessa realidade não atinge apenas as crianças, mas os familiares e profissionais que fazem parte da trajetória dos pequenos. A ideia de transformar o espaço especificamente em um aquário, segundo Laurenice, veio após uma série de pesquisas que mostravam que aquela era a temática mais confortável para as crianças. 

O aquário tem uma relação com o primeio lugar de acolhimento, a barriga da mãe, e resgata para criança o direito ao lúdico. Ela não deixa de ser criança porque está doente. A necessidade para o desenvolvimento cognitivo e intelectual se mantém, mas geralmente ela não tem um espaço que estimule de alguma forma.

Não é apenas sobre criar um ambiente bonito. A gerente destaca que não apenas os pacientes, mas os familiares e profissionais também apresentaram uma melhora no astral. Os estudos apresentados pelo Desiderata mostram que, além de criar uma relação de empatia entre a criança e o ambiente, consequentemente a decoração também reduz a sensação angústia nos médicos, enfermeiros e cuidadores e agiliza o trabalho, uma vez que a criança se mostra menos resistente.

"Segundo nossa última pesquisa de 2017, 90% dos cuidadores disseram que o paciente se sente mais incentivado ao tratamento, enquanto 86% confirmaram que as crianças sentem o tempo passar mais rápido", diz Laurenice.

Além das salas de quimioterapia, o instituto tem ambientação para salas de exames e também atua contra a obesidade infantil.