Bem Estar Após emagrecer 35 kg, Rebel Wilson diz que perdeu peso por querer ser mãe: 'Me inspirou a ficar saudável'

Após emagrecer 35 kg, Rebel Wilson diz que perdeu peso por querer ser mãe: 'Me inspirou a ficar saudável'

Atriz desabafa sobre como se sentia invisível por ser gorda e conta que as pessoas começaram a lhe tratar melhor após a mudança

  • Bem Estar | Do R7

Rebel Wilson em janeiro deste ano

Rebel Wilson em janeiro deste ano

Reprodução/Instagram

Rebel Wilson, de 42 anos, falou sobre o processo de emagrecimento, as mudanças e desafios que essa mudança trouxe para sua vida e o movimento body positive (positividade corporal, em tradução livre), focado na aceitação de todos os corpos, em entrevista à revista People - a atriz é capa da edição deste mês.

Rebel conta que a perda de peso aconteceu por causa do seu desejo de ser mãe. Em 2019, a atriz fez uma visita ao seu médico de fertilidade, e ele disse que ela teria uma chance maior de sucesso na colheita e congelamento de óvulos - para um futuro processo de fertilização in vitro -  se mudasse seu estilo de vida.

"Ele me olhou de cima a baixo e disse: 'Você teria um melhor resultado se fosse mais saudável". lembra. "Eu fui pego de surpresa. Pensei: 'Meu Deus, esse cara é tão rude.' Mas ele estava certo. Eu estava carregando muito peso em excesso. É quase como se eu não pensasse nas minhas necessidades. Mas pensei nas necessidades de uma futura criança, que realmente me inspiraram a ficar mais saudável", afirma.

A atriz, que também tem síndrome do ovário policístico, condição que pode afetar a fertilidade, embarcou em um "ano de saúde" em 2020 e acabou perdendo mais de 35 kg. "Não era um objetivo chegar a um certo peso", diz. "Era apenas uma questão de ser a versão mais saudável de mim mesma."

Depois de tudo, ela conta que, durante o processo, entendeu que os execessos em relação à alimentação aconteciam por causa de problemas emocionais.

“Tratava-se de lidar com os problemas emocionais que me levaram a comer, e isso é um processo. Você chora muito, analisa as coisas. Eu nunca tinha feito isso antes. É muito difícil saber por que você não se sente digno quando as pessoas olham para a minha vida como atriz e dizem que você fez todas essas coisas incríveis. Estou tentando superar", desabafa.

Ao longo de sua carreira, Wilson sempre foi uma defensora da positividade corporal, mas revela que se sentia invisível por ser gorda, mas tudo mudou depois que ela emagreceu.

"Eu era invisível de certa forma, mesmo quando era uma estrela de cinema internacional", afirma. "E então, de repente, ter pessoas querendo carregar suas compras, fazer coisas boas para você puramente por causa de sua aparência, é interessante", confessa.

"Eu sei como é estar do outro lado dessa moeda", destaca. "E agora eu sei como é chamar a atenção de maneira positiva. Há um viés em relação ao que a sociedade considera bonito. E isso não está certo. É uma droga, é injusto. Fico triste se alguém não ama o próprio corpo. Quero celebrar todos os tipos de corpos, mas também quero encorajar as pessoas a serem saudáveis”, acrescenta.

A atriz conta ainda que recorreu à tecnologia para congelar óvulos por causa de sua idade, mas adoraria encontrar alguém com quem possa construir uma família.

"Estou fazendo isso sozinha no momento por causa do relógio biológico. Mas se eu encontrar a pessoa certa, ótimo, ela pode se encaixar no que quer que aconteça. É ótimo que a tecnologia exista. Você tem tantas opções com barriga de aluguel e doadores de esperma", analisa.

"Eu só comecei a pensar em fertilidade quando tinha 39 anos, então você sente que está muito tarde, mas há mulheres em seus 40 e poucos anos que foram bem-sucedidas nisso. Olhe para Janet Jackson, é muito inspirador", comemora.

Últimas