Beleza Tatuagem que desaparece após um ano é aposta de empresa nos EUA

Tatuagem que desaparece após um ano é aposta de empresa nos EUA

Processo para fazer desenho temporário é o mesmo de uma tatuagem clássica e pode chegar a custar o equivalente a R$ 2.450

  • Beleza | Da AFP

Fotos da mesma tatuagem: a primeira tirada após 1 mês e a segunda após 9 meses

Fotos da mesma tatuagem: a primeira tirada após 1 mês e a segunda após 9 meses

Reprodução/ephemeral.tattoo

Entre o desenho permanente e os adesivos, uma empresa nova-iorquina propõe atualmente uma alternativa intermediária: uma tatuagem temporária, que desaparece depois de um ano e almeja atrair uma nova clientela.

Abigail Glasgow decidiu tatuar um "m" no antebraço, a primeira letra do nome de seu namorado. Uma decisão arriscada? "Vai desaparecer, então não me preocupo muito", confessa a jovem.

Veja também: Relembre famosos que já fizeram tatuagens como prova de amor

Após seis anos de trabalho e pesquisa, a empresa Ephemeral encontrou a fórmula de uma tinta composta de polímeros biodegradáveis, que se dissolvem naturalmente entre 9 e 15 meses depois de serem injetados, seguindo o mesmo procedimento de uma tatuagem clássica.

Quando era estudante na Universidade de Nova York (NYU), Josh Sakhai, um dos três fundadores da Ephemeral, queria uma tatuagem permanente. Mas "tinha medo de me comprometer", relembra o jovem de origem iraniana, cuja família não é adepta das tatuagens.

Então, teve a ideia de fazer uma tatuagem temporária, criando uma tinta evanescente que precisou de 50 fórmulas sucessivas. Sakhai testou várias delas em si mesmo.

A fórmula foi elaborada em um laboratório da cidade de Milford, no estado de Connecticut, em colaboração com dermatologistas e com componentes já autorizados para outros produtos pela agência reguladora americana FDA (Food and Drug Administration).

A tatuagem não desbota ou afina com o tempo, como ocorre com algumas permanentes, de acordo com Sakhai. As linhas permanecem claras e o desenho desaparece de maneira uniforme. Para fazer esse tipo de arte no corpo, a empresa cobra o equivalente entre R$ 953 e R$ 2.450.

Veja também: Aos 25 anos, Rafaella Santos refaz botox e dá repaginada no visual

Por enquanto, a única tinta disponível para tatuar é a preta, mas Sakhai tem planos de expandir a paleta de cores.

A Ephemeral recrutou somente tatuadores que antes trabalhavam no universo da tatuagem permanente, entre eles Marissa Boulay, que gravou o "m" no antebraço de Abigail com um dermógrafo, a máquina de tatuar.

Tatuagem semi-permanente

Em várias regiões do mundo, especialmente na Ásia, tatuadores amadores propõem há alguns anos tatuagens apresentadas como "semi-permanentes", realizadas com tinta "vegetal" e uma menor penetração da agulha.

Veja também: De harmonização a barriga sarada: as polêmicas estéticas de Gretchen

Na prática, essas tatuagens se degradam mas não desaparecem completamente e muitas vezes causam lesões, a ponto de os tatuadores profissionais lançarem advertências contra seu uso.

Segundo um estudo realizado em 2019 nos Estados Unidos pelo Instituto Nielsen, 40% das pessoas entre 18 e 34 anos têm ao menos uma tatuagem.

Últimas