Beleza Influenciadora é criticada após associar mau cheiro à pele negra

Influenciadora é criticada após associar mau cheiro à pele negra

Após questionamentos nas redes, dermatologista especializada em pele negra explicou que odores não dependem da etnia

  • Beleza | Do R7

"Compro [desodorante] de pele morena e negra porque o negócio aqui é punk", disse Isadora Farias

"Compro [desodorante] de pele morena e negra porque o negócio aqui é punk", disse Isadora Farias

Reprodução

A influenciadora Isadora Farias foi chamada atenção nas redes nesta semana ao publicar um vídeo em seu Instagram Stories associando a pele negra ao mau cheiro. Na publicação, Isadora aparece em uma farmácia falando sobre cuidados de higiene pessoal.

"Quem me segue há mais tempo sabe que eu tenho sério problema com ‘cecê’, eu tenho que passar desodorante bom. Inclusive às vezes eu compro de pele morena a negra porque o negócio aqui é punk”, declarou a influenciadora. 

Com a repercussão da fala, vários perfis de letramento racial no Instagram explicaram o motivo para as críticas dos seguidores: "Quantas vezes já ouvimos de maneira pejorativa alguém dizendo, que pretos tem um “cheiro forte”, que o suor é específico, muito particular, trazendo até uma repulsa, e aí popularmente o termo acabou sendo atribuído ao significado 'Cheiro de Crioulo ou Caatinga de Crioula'? Sempre fomos orientados a se preocupar com o cheiro, para não ser alvo de piadas pejorativas", questionou o perfil Africanize

Segundo a dermatologista especializada em pele negra, Kathleen Conceição, os odores causados pela transpiração não dependem da etnia. 

“As glândulas apócrinas são maiores e em número maior na pele negra, além de produzirem maior quantidade de secreção (Hurley, Shelley, 1960). Isso não explica a diferença no odor, pois este depende da colonização bacteriana”, explica a dermatologista. 

Últimas