Beleza Especialista explica por que o frio é bom para procedimentos estéticos

Especialista explica por que o frio é bom para procedimentos estéticos

Temperatura amena e menor intensidade da radiação solar tornam o inverno uma época boa para intervenções anti-envelhecimento

Durante o frio é mais fácil seguir os cuidados necessários após cirurgias

Durante o frio é mais fácil seguir os cuidados necessários após cirurgias

Reprodução/Pexels

Apesar de intervenções em prol da beleza serem realizadas o ano todo, muitas delas exigem cuidados posteriores que são mais complexos de seguir à risca nas estações mais quentes do ano. Sendo assim, para quem já tem em mente o projeto verão ou simplesmente quer dar um "up" no visual, o ideal é a aproveitar agora para investir nos procedimentos estéticos.

Segundo o cirurgião plástico Mário Farinazzo, membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e Chefe do Setor de Rinologia da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), a temperatura amena e a menor intensidade da radiação solar tornam o inverno uma das melhores épocas para a realização de diversos cuidados médicos relacionados ao rejuvenescimento. 

Vantagens

Uma das vantagens descritas pelo médico é a menor exposição solar. “Devido aos menores índices de radiação ultravioleta no inverno, as áreas que acabaram de passar por procedimentos ficam menos expostas ao sol, o que diminui o risco do surgimento de manchas na pele e o escurecimento da cicatriz, complicações comuns após procedimentos estéticos por falta de cuidados do paciente com relação ao sol”, destaca o cirurgião plástico. Apesar disso, o uso do fotoprotetor é fundamental conforme orientação médica.

Outra benesse do tempo frio é a redução do inchaço. "O calor é um dos grandes causadores do inchaço, principalmente quando o paciente já tem uma predisposição natural à retenção de líquidos”, completa o especialist. “Além disso, o frio ainda diminui a inflamação pós-operatória, aliviando edemas, desconfortos e dores.”

Mais conforto

O uso de malhas compressivas, exigido no período pós-operatório de algumas cirurgias, principalmente corporais, pode ser realmente incômodo no verão devido ao clima quente e o suor. Por isso, os dias frescos são muito bem-vindos nesses casos.

“O frio dá mais conforto para o uso de malhas compressivas, o que faz com que o paciente as utilize da forma recomendada, garantindo resultados satisfatórios”, explica a cirurgiã plástica  Beatriz Lassance, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Suando menos, o paciente também precisa trocar os curativos com uma frequência menor, o que favorece o processo de cicatrização.

Unindo o útil ao agradável

No inverno, vale a pena também unir o útil ao agradável e aproveitar o período de recuperação após a cirurgia plástica para ficar debaixo das cobertas. Apesar disso, é necessário tomar alguns cuidados para melhorar a circulação.

“Use roupas confortáveis e quentes, evite peças justas que possam comprimir os músculos das pernas e cintura e consuma alimentos ricos em fibras, que auxiliam na boa digestão e controle do colesterol. É importante também realizar exercícios físicos regularmente assim que liberado pelo médico, optar pelo consumo de alimentos com gorduras poli-insaturadas e beber muita água”, destaca a cirurgiã vascular Aline Lamaita, membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular.

Dr. Mário explica ainda que o intervalo entre o início do inverno e as festas de final de ano é o período ideal para que os resultados do procedimento apareçam por completo. Por fim, o especialista ressalta que, independentemente do clima, é importante consultar um médico para a correta orientação do procedimento a ser realizado, evitando assim complicações posteriores.

Últimas