De bem com a pele com Asepxia Saiba como tratar e prevenir manchas e cicatrizes causadas pela acne

Saiba como tratar e prevenir manchas e cicatrizes causadas pela acne

Não espremer espinhas é uma das principais recomendações dadas pela médica dermatologista

Manchas e cicatrizes de acne podem afetar a autoestima de uma pessoa

Manchas e cicatrizes de acne podem afetar a autoestima de uma pessoa

Wepik

Quem sofre com espinhas causadas pela pele oleosa deve saber que a falta de cuidados com a pele ou o péssimo hábito de espremê-las podem causar manchas e cicatrizes profundas no rosto, afetando a autoestima e a interação social, principalmente dos mais jovens.

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, em casos mais leves o tratamento pode ser apenas local com produtos encontrados em farmácias. Quando não há uma boa resposta a esses procedimentos, o ideal é sempre consultar um dermatologista para saber qual o tratamento mais adequado para o tipo de pele.

Pensando nisso, o De Bem Com a Pele Asepxia conversou com *Barbara Carneiro, médica dermatologista e membro da Associação Brasileira de Medicina Estética e Sociedade Portuguesa de Medicina Estética, que explicou sobre os motivos para o surgimento das manchas e cicatrizes, como tratá-las e preveni-las corretamente. Saiba agora como deixar sua pele mais bonita e saudável.

O que provoca manchas e cicatrizes de espinhas?

Segundo o Ministério da Saúde, a acne é causada por infecção ou inflamação das glândulas secretoras de óleo (glândulas sebáceas) na base dos pelos. Os poros da pele ficam cheios desse material, formando os cravos. Em caso de rompimento, libera o sebo de seu interior na pele, gerando as espinhas.

As marcas podem ser arroxeadas, vermelhas ou marrons. Já as cicatrizes possuem dois aspectos: atrófica (aparência de buraco) ou hipertrófica (textura mais elevada em relação à pele).

Como prevenir manchas e cicatrizes de acne?
● Não cutucar ou espremer as espinhas
● Evitar exposição solar
● Fazer tratamento adequado
● Usar protetor solar

Como tratar manchas causadas por acne?
Segundo a médica dermatologista Barbara Carneiro, a primeira coisa é ter um bom skincare e cuidado com a pele, além de associar a diversos tratamentos. Cada caso é um caso com tratamento específico, mas, em geral, os tratamentos mais indicados são:

● Cremes clareadores
● Peelings químicos
● Laser
● Luz pulsada
● Microagulhamento

É possível clarear totalmente as manchas de acne?
Sim. A especialista explica que isso é possível por meio de peelings químicos associados a microagulhamento ou a laser, além de cremes clareadores para uso em casa. É importante também evitar exposição solar e sempre fazer uso de protetor solar.

A alimentação balanceada é importante no controle da acne? Quais alimentos são indicados?
De acordo com a médica, produtos com altos índices glicêmicos podem piorar a acne. Já os alimentos que ajudam a diminuir e controlar a acne são:

● Grãos integrais (arroz, macarrão, farinha, quinoa, aveia)
● Ômega-3 (sardinha, atum, salmão, linhaça, chia)
● Sementes (chia, linhaça, abóbora)
● Carnes magras (peixes, frango, patinho)
● Vitamina A (cenoura, mamão, espinafre, manga)
● Vitamina C e E: (limão, laranja, brócolis, abacate)

Quais dicas de skincare para pele acneica?
● Fazer uso de um sabonete adequado para pele oleosa/acneica pelo menos duas vezes ao dia
● Usar um tônico
● Consumir vitamina C
● Aplicar hidratante específico para pele oleosa
● Usar protetor solar
● Evitar produtos oleosos
● Não dormir com maquiagem

Como a Asepxia pode te ajudar?
Asepxia é uma marca especialista na limpeza e cuidados da pele oleosa. A empresa de cosméticos tem uma linha completa de produtos que vão deixar seu rosto limpo e saudável por muito mais tempo.

A linha de sabonetes Asepxia limpa os poros, reduz o excesso de oleosidade, remove células mortas e combate cravos e espinhas. Disponíveis nas versões em barra, líquido e esfoliante. Clique aqui e conheça os produtos.

Essas dicas são um oferecimento de Asepxia em parceria com o portal R7.

Fontes consultadas:
Dra Barbara Carneiro, dermatologista e membro da Associação Brasileira de Medicina Estética e Sociedade Portuguesa de Medicina Estética (CRM-SP 202968). Entrevistada em: outubro, 2021
Sociedade Brasileira de Dermatologia: [internet]. Acesso em: outubro, 2021
Ministério da Saúde: [internet]. Acesso em: outubro, 2021

Últimas