Beleza Carol Peixinho exibe corpão ao posar de biquíni enquanto toma sol

Carol Peixinho exibe corpão ao posar de biquíni enquanto toma sol

Empresária, que recentemente revelou ter sofrido com o efeito sanfona, recebeu diversos elogios nas redes sociais

  • Beleza | Do R7

Carol Peixinho aproveitou o domingo para tomar sol e exibiu seu corpão

Carol Peixinho aproveitou o domingo para tomar sol e exibiu seu corpão

Reprodução/Instagram

Carol Peixinho, de 36 anos, deixou seus seguidores em polvorosa neste domingo (16) ao compartilhar uma sequência de fotos em que ela aparece de biquíni e exibe seu corpo sarado enquanto toma sol.

Nas imagens, a empresária aparece com um conjunto estampado — composto de top sem alças e calcinha asa-delta —, óculos de sol e boné. "Sol = felicidade", escreveu na legenda da publicação.

Nos comentários, a empresária e influenciadora digital recebeu diversos elogios.  "Tão linda", disse uma mulher. "Peixinho do meu aquário, um dia você ainda me mata de tanto amor", afirmou outra. "Você é maravilhosa demais, Carolzinha", escreveu uma terceira.

Efeito sanfona

Recentemente, Carol mostrou a mudança de seu corpo após adotar a prática de exercícios e novos hábitos alimentares. Ela disse que vivia em uma "briga" com a balança, por causa do chamado "efeito sanfona".

Em entrevista ao R7, a endocrinologista Mariana Carvalho explica que a perda seguida pelo reganho de peso não ocorre de maneira natural e é motivada pelo abandono de hábitos saudáveis após o alcance do peso desejado.

"Geralmente, quem está acima do peso passa por um processo que envolve medidas variadas [para perder os quilos], mas, depois que perde, para de praticar essas medidas e, aí, você tem um reganho de peso. Mas isso não é um rebote do tratamento. Ocorre porque a pessoa deixou de praticar as recomendações", afirma.

Portanto, para evitar essa situação, a especialista aconselha prosseguir com a prática de exercícios físicos e a reeducação alimentar mesmo após atingir a perda de peso desejada, ao longo de toda a vida. "Não tem fórmula mágica, o tratamento é individualizado, feito com uma equipe multidisciplinar que envolve endocrinologista, nutricionista, educador físico, psicólogo, e deve ser mantido", enfatiza.

Veja a publicação de Carol Peixinho:

Últimas