Área de Mulher Corte químico, o que é? Reconhecimento, como evitar e restauração

Corte químico, o que é? Reconhecimento, como evitar e restauração

O corte químico é o resultado de um desgaste extremo do cabelo que recebeu alguma química, mas existe formas de restaurar os fios, Essa matéria Corte químico, o que é? Reconhecimento, como evitar e restauração foi criada pelo site Área de Mulher.

Area de Mulher

Antes de mais nada, se você tem o hábito de fazer procedimentos químicos no cabelo, certifique-se de tomar as devidas precauções para evitar danos graves como um corte químico. Esse é o nome dado para a desestruturação dos fios que ocorre após receber uma química, podendo levar à quebra e até à queda de cabelo.

Agora, se o corte químico já ocorreu, é hora de aprender a tratar do cabelo para reestruturá-lo. Infelizmente, os danos causados por essa desestruturação são irreversíveis, até porque, se o cabelo caiu ou quebrou, não tem como recuperá-lo. No entanto, é possível ajudar o cabelo a se reestruturar e existem maneiras de se evitar outro corte químico.

Portanto, confira nessa matéria tudo o que você precisa saber sobre o corte químico, como evitá-lo e como cuidar das suas madeixas para recuperar a saúde do seu cabelo.

O que é o corte químico

Cabelo quebrado

Cabelo quebrado

Area de Mulher
Fonte: Beauty Fair

O corte químico é o resultado de um desgaste intenso e agressivo do cabelo, onde ocorre a quebra ou queda dos fios, dependendo do caso. Esse desgaste é geralmente ocasionado pelo uso excessivo de químicos, como alisamentos, descoloração, tintura, entre outros.

A propósito, pode também ser causado pela má aplicação desses produtos, deixando por tempo demais nas madeixas ou utilizando um que seja muito forte. Por vezes, o seu motivo pode também ser a incompatibilidade das químicas, ou seja, quando se faz um processo químico por cima de outro ou em um intervalo de tempo pequeno.

Em suma, todos esses fatores podem levar a uma desestruturação capilar. Como resultado disso, os fios ficam frágeis e fracos, podendo haver quebra ou chegar a sofrer queda, em casos onde a química foi aplicada na raiz.

Na maioria das vezes, o rompimento ocorre exatamente ou bem perto da divisa entre a parte natural do fio e a parte onde foi aplicada a química. Mas, isso não significa que o cabelo irá sofrer corte químico durante o procedimento químico ou logo após, embora seja recorrente. Frequentemente, o rompimento só ocorre dias depois.

Como reconhecer que o cabelo sofreu corte químico

Corte químico

Corte químico

Area de Mulher
Fonte: Fik Bella

A primeira coisa a se fazer é observar constantemente o aspecto e aparência do seu cabelo após o procedimento, seja alisamento, descoloração, tintura, o que for. Em alguns casos mais graves, o cabelo não dá sinais prévios e simplesmente quebra imediatamente, isso ocorre quando o desgaste é muito extremo e agressivo. Caso contrário, é possível notar alguns sinais e já começar a tratar das madeixas. Entre os principais sinais de corte químico estão:

Perda do brilho; Textura áspera; Fios quebradiços ou desmanchando ao toque; Pontas duplas ou triplas; Fios elásticos com textura “emborrachada”; Pontas ressecadas e “espigadas”; Quebra ou queda dos fios.

Como evitar um corte químico

Química no cabelo

Química no cabelo

Area de Mulher
Fonte: Espaço Frei Caneca

Geralmente, quando se trata de processos químicos, todo cuidado é pouco. Por isso, certifique-se de estar tomando todas as precauções necessárias a fim de proteger seu cabelo. Pois nem sempre os danos são mínimos e reparáveis, podendo acarretar em um desgaste mais sério, como o corte químico.

Para começar, é importante que o profissional que cuida das suas madeixas conheça o histórico do seu cabelo com químicos, quais tipos e a periodicidade em que você fez uso. Aliás, evite fazer procedimentos seguidos um do outro ou em intervalos de tempo curtos. Espere meses entre uma química e outra, mas não pare com a hidratação e a nutrição, a fim de manter o seu cabelo nutrido e resistente.

Mais importante ainda, anteriormente a qualquer procedimento químico, realize o teste de mechas. Essa é uma técnica simples capaz de garantir que os fios estão fortes o bastante para os produtos e, assim, evitar danos. O teste de mechas é feito da seguinte forma:

Em primeiro lugar, o teste deve ser realizado com pelo menos 48 horas de antecedência ao procedimento que será feito; Comece pegando uma mecha de cabelo (geralmente utiliza-se uma mecha da nuca, dessa forma, caso haja danos, não ficarão expostos.) Faça a aplicação dos produtos e aguarde cerca de 45 minutos; Faça a lavagem e seque como de costume; Observe a mecha, se os fios apresentarem algum dos sintomas citados acima, não siga com o processo.

Dependendo do caso, é possível também fazer uma preparação e tratar o cabelo por um tempo para depois fazer o teste novamente e ver se ele estará apto. De qualquer forma, converse com o seu cabeleireiro e combine as medidas a serem tomadas. Todavia, não se aventure com química capilar em casa, se você não for experiente nisso.

Como restaurar o cabelo

Desestruturação capilar

Desestruturação capilar

Area de Mulher
Fonte: Beauty Color

Em conclusão, se você notar alguns ou a maioria dos sintomas acima, vamos partir para o tratamento. Lembrando que não há como reverter o corte químico. O tratamento é apenas para controlar a situação, garantir que o cabelo cresça forte e obtenha um aspecto bonito e saudável apesar do desgaste sofrido. A propósito, quando o cabelo começar a quebrar, a melhor opção é, inclusive, cortar um pouco. Isso porque não há o que fazer quanto aos fios que já perderam sua estrutura.

Sendo assim, preparamos abaixo dicas e orientações para que você recupere a saúde das suas madeixas:

1. Cronograma capilar após o corte químico

A principal recomendação é o cronograma capilar. Trata-se de uma rotina intensiva de cuidados para repor nutrientes aos fios e hidratá-los. Simultaneamente, reconstruindo e recompondo o cabelo.

2. Corte

É necessário eliminar a parte não-saudável e desgastada para se livrar daquela aparência danificada.

3. Umectação para amenizar os danos do corte químico

Umectação capilar

Umectação capilar

Area de Mulher
Fonte: Madeixa

A chamada umectação é a aplicação de óleos vegetais no cabelo para revitalizá-lo. Usa-se óleos 100% vegetais e geralmente a aplicação é feita antes do banho ou antes de dormir.

4. Férias de calor

Suas madeixas vão precisar de um tempo para respirar, por isso, evite chapinha, secador, babyliss e etc.

5. Férias de química

Analogamente, nada de química nos fios frágeis. Continue com a hidratação e nutrição, mas nada que tenha químicos como componentes. Caso contrário, o cabelo que já estava desestruturado pode se desgastar ainda mais.

6. Cuide do couro cabeludo após o corte químico

Após um corte químico, o bulbo capilar pode precisar de nutrição também. Para isso, faça tratamentos detox como a própria umectação, esfoliações e massageie sempre na hora da lavagem. Essas são formas de fazer com que os próximos fios cresçam saudáveis.

7. Neutralizar o PH com vinagre de maçã

Tratamento de corte químico

Tratamento de corte químico

Area de Mulher
Fonte: Site de Beleza e Moda

Essa é uma receitinha caseira para corrigir o PH do cabelo que sofreu com um corte químico. O vinagre de maçã é uma substância neutralizante, por isso, é capaz de reequilibrar o PH dos fios. Consequentemente, selando as cutículas e interrompendo o efeito danoso da química que foi aplicada ali.

Para essa receita você vai precisar de 200 ml de água fria e 4 colheres de sopa de vinagre. Para aplicar, lave o cabelo primeiro e retire o excesso de água com a toalha. Em seguida, espalhe a mistura pelo cabelo e deixe por 5 minutos, depois enxague bem e finalize como desejar.

Uma boa dica adicional é usar finalizadores, além de deixar os fios mais vistosos e brilhantes, eles hidratam e protegem. Quanto ao processo de recuperação do cabelo, será preciso ter bastante paciência, pode demorar até 2 anos até que ele se recupere. Mas não se desespere, continue tratando dos fios sem pressa e logo ele retornará ao seu aspecto original.

Por fim, se as opções de tratamento não adiantarem ou se a queda e a quebra dos fios persistir por muito tempo, procure um dermatologista. A partir daí, será necessária avaliação médica e, provavelmente, uso de medicamentos e não apenas cosméticos.

Afinal, gostou de entender melhor como um corte químico acontece? Então, confira também sobre cabelo quebrado.

Fonte: Salon Line, All Things Hair, Left Cosméticos, Beleza Extraordinária.

Imagens: Blog Like Cosméticos, Beauty Color, Beauty Fair, Fik Bella, Espaço Frei Caneca, Madeixa, Site de Beleza e Moda.

Essa matéria Corte químico, o que é? Reconhecimento, como evitar e restauração foi criada pelo site Área de Mulher.

Últimas