ÁREA DE MULHER Última menstruação – Principais sinais da chegada da menopausa

Última menstruação – Principais sinais da chegada da menopausa

A última menstruação nada mais é do que a menopausa, tão temida pelas mulheres e que marca fim do período fértil de uma mulher. Essa matéria Última menstruação – Principais sinais da chegada da menopausa foi criada pelo site Área de Mulher.

Area de Mulher

Assim como a primeira, a última menstruação marca um importante momento na vida de toda mulher. Enquanto a primeira menstruação, que ocorre lá na puberdade marca o início do período fértil da mulher, a última marca o seu fim. Contudo, essa mudança, apesar de natural, trás consigo algumas mudanças no corpo da mulher, o que pode causar um pouco de medo e muitas dúvidas.

A última menstruação consolida a menopausa, tão temida por muitas mulheres. Se trata de um processo biológico do organismo, a qual todas as mulheres estão sujeitas a passar e não um problema, apesar de vir acompanhado de alguns sintomas não muito agradáveis. Nessa fase, a mulher começa a vivenciar sensações como ondas de calor, falta de libido, mudanças de humor entre outras.

Felizmente são sintomas passageiros e que podem ser aliviados com tratamentos e cuidados específicos que visam oferecer uma vida plena e saudável após o fim do período fértil.

Portanto, hoje iremos falar mais sobre a última menstruação, como se dá, os principais sintomas que apontam a sua chegada e claro, o que fazer para aliviá-los.

Última menstruação

Area de Mulher

Area de Mulher

Area de Mulher
O Papel

A última menstruação nada mais é do que a famosa menopausa. Se trata de um processo natural do organismo que marca o fim do período fértil da mulher e ocorre por volta dos 50 anos, podendo ser antes, a chamada menopausa precoce ou depois em alguns casos.

Para entender o que isso significa na prática, precisamos compreender o funcionamento do organismo feminino. A começar pelos óvulos, que são produzidos nos folículos, que são as células germinativas do ovários, e que já estão presentes desde o nascimento. Desse modo, quando uma menina nasce, ela já tem em média 1 a 2 milhões desses folículos, que vão se perdendo ao longo da vida, a cada ciclo menstrual.

Então, quando esses folículos finalmente acabam, a mulher não será mais capaz de produzir novos óvulos, consequentemente haverá uma queda hormonal e o fim da sua fase reprodutiva, marcada pela última menstruação.

Sendo assim, ao fim desse processo, os níveis hormonais caem drasticamente. Então, antes da última menstruação, o organismo da mulher já começa a dar sinais de que a menopausa está próxima. Esse período que ocorre antes da última menstruação é o que chamamos de climatério.

Climatério e menopausa

Area de Mulher

Area de Mulher

Area de Mulher
Qualicorp

A menopausa é um fato, todos as mulheres passarão por ela. No entanto, nem sempre é fácil prever quando esse evento se aproxima. Lembrando que a menopausa é a última menstruação, que ocorre após o fim definitivo dos períodos menstruais. Ela pode ser natural ou induzida por cirurgia ou tratamentos com remédios.

Então, em termos técnicos só é tida como menopausa após um período de 12 meses seguidos sem menstruar. Sendo assim, o período antes desse evento é o que chamamos de climatério, que nada mais é do que a fase de transição fisiológica que marca o fim da vida reprodutiva da mulher.

Desse modo, o climatério corresponde a toda essa transição entre o período reprodutivo para o não produtivo, até chegar na última menstruação. Enquanto a menopausa ocorre por volta dos 50 anos de idade em média, o climatério pode levar anos anos, começando por volta dos 40 anos se estendendo até os 65 anos.

Nessa fase, a mulher começa a sentir mudanças no seu corpo, que indicam que a menopausa está próxima. Há uma diminuição das funções ovarinas, o que faz com que os ciclos menstruais se tornem irregulares, até cessarem completamente.

Principais sinais da chegada da menopausa

Area de Mulher

Area de Mulher

Area de Mulher
Viva Bem

Além disso, outros sintomas e sinais se manifestam na mulher, caracterizando o climatério, indicado que a menopausa está próxima. Os principais são:

Menstruação irregular

O primeiro e principal sinal que indica a aproximação da menopausa é a irregularidade na menstruação. Desse modo pode ser que ela não venha em um mês e retorne no outro, ou então ficar alguns meses sem vir ou até mesmo menstruar duas vezes no mesmo mês. Isso acontece devido a baixa hormonal que impede que o útero se prepare pare receber uma gestação, o que influencia diretamente na menstruação.

Ondas de calor

Ondas de calor frequentes são outro fator muito relatado pelas mulheres nessa fase. Elas aparecem de forma súbita, causando crises de calor, que afetam principalmente a parte superior do tronco, pescoço e rosto. Além disso, a pele pode ficar avermelhada e a mulher apresentar suor excessivo pela intensidade do calor. Contudo, essa sensação é rápida, durando alguns minutos.

Mudanças de humor

Outro fator comum nessa fase são as mudanças repentinas de humor, semelhantes as da TPM. Isso acontece devido aos hormônios responsáveis pelo funcionamento do sistema nervoso, que ficam em baixa na menopausa. Portanto, é comum sentir irritabilidade, melancolia e ansiedade sem explicação aparente.

Diminuição da libido e outras alterações urogenitais

Nessa fase é comum a mulher apresentar algumas alterações urogenitais. Entre as mais comuns podemos citar a diminuição da libido, bem como o ressecamento vaginal, incontinência urinária e infecções na bexiga e uretra com maior frequência. Além de dificuldades para esvaziar a bexiga e dores durante o ato sexual.

Problemas para dormir

O hormônio estrogênio está relacionado à regulação do sono da mulher, e com a sua diminuição durante a fase da menopausa, é comum que a mulher apresente dificuldade para dormir. Além disso, as ondas de calor podem interferir nisso, uma vez que podem ocorrer também durante a noite, afetando a hora do descanso. Nesse caso em particular, caso a mulher sinta problemas constantes para dormir, a recomendação é procurar um médico para tratar a condição, afim de evitar que a insônia se torne crônica.

Tratamentos

Area de Mulher

Area de Mulher

Area de Mulher
Drauzio

Então, caso apresente um ou mais desses sintomas, o ideal é procurar um ginecologista para avaliar a situação, e então encontrar a melhor forma de lidar e aliviar os sintomas. Uma coisa boa é que geralmente, esses sintomas são passageiros, podendo ser aliviados por terapias hormonais.

Contudo, no caso de recorrer a terapia de reposição hormonal, ela deve ser indicada por um médico, após uma avaliação completa, baseada no histórico de saúde da paciente e do funcionamento do seu organismo.

Além disso, uma rotina saudável, incluindo uma alimentação balanceada, prática regular de atividades físicas e hábitos saudáveis, como não fumar e não abusar das bebidas alcoólicas também contribuem para minimizar os sintomas desagradáveis.

Outras recomendações incluem praticar atividades prazerosas, como dançar, caminhar nadar e outras atividades que melhoram o humor e a saúde. Usar roupas frescas, optar por lugares ventilados e fazer refeições mais leves também ajudam a diminuir o calor.

Entretanto, é importante frisar que a última menstruação pode ser um tanto quanto desafiadora e até causar um certo medo. Mas, apesar dos sintomas desconfortáveis a sua qualidade de vida não precisa ser prejudicada por isso. Tanto a menopausa quanto o climatério não são doenças, longe disso, são apenas processos biológicos que fazem parte do ciclo da vida. Então, em todo caso é importante cuidar da saúde física e mental para enfrentar os desafios que vem com eles.

Enfim, o que você achou dessa matéria? Aliás, aproveite para conferir também 8 formas naturais de tratar os sintomas da menopausa.

Fontes: Biblioteca Virtual de Saúde Medley Unimed Clue

Imagens: Women’s Health O Papel Qualicorp Viva Bem Drauzio

Essa matéria Última menstruação – Principais sinais da chegada da menopausa foi criada pelo site Área de Mulher.

Últimas