ÁREA DE MULHER O que é foliculite? Causas, principais tipos e tratamento

O que é foliculite? Causas, principais tipos e tratamento

A foliculite é um problema de pele que pode se manifestar de diferentes formas. Apesar de seu tratamento simples, ela requer muita atenção. Essa matéria O que é foliculite? Causas, principais tipos e tratamento foi criada pelo site Área de Mulher.

Area de Mulher

O que você sabe sobre foliculite? As bolinhas vermelhas, por vezes amarelada no centro, são uma inflamação que atinge muitos diariamente. Normalmente acompanhadas por inchaço e coceira, sua presença pode ser extremamente incômoda. É comum que a foliculite se manifeste no rosto, virilha e cabeça, todavia, o problema também pode surgir nas pernas, nádegas e braços. Caso o uso de roupas apertadas e a raspagem dos pelos seja muito grande, do mesmo modo, é possível esperar o surgimento da inflamação.

Em termos gerais, a foliculite é a inflamação dos folículos pilosos, a estrutura onde crescem os pelos do corpo. Geralmente ocasionada por bactérias e o constante atrito de roupas apertadas, é possível resolver o problema por meio de higienização diária. Contudo, existem casos onde é necessário que seja feito acompanhamento médico, de forma que cremes ou pomadas específicas possam ser recomendadas.

Pelo fato de sua aparência ser semelhante à acne, devido à vermelhidão e ao pus presente no centro, é comum que a inflamação seja confundida com as espinhas. Apesar disso, os dois não estão relacionados, mesmo que a maior propensão à oleosidade também possa causar a foliculite.

O que é foliculite

O que é foliculite

Area de Mulher
Fonte: Vix

Existem dois tipos de foliculite: a superficial e a profunda. Confira abaixo de que forma o problema pode se manifestar e as diferentes formas das duas possibilidades do caso.

Tipos de foliculite

Divididos entre a superficial e a profunda, é importante entender de que forma a foliculite está se manifestando, assim, é possível traçar a melhor estratégia para se livrar do problema. Apesar disso, a foliculite superficial e seus tipos costuma ser a mais comum, pelo fato de afetar apenas a parte superior do folículo piloso. Abaixo, as diferentes apresentações da foliculite superficial:

1 – Estafilocócica

A foliculite estafilocócica é um dos tipos mais comuns da doença, e é causada pela infecção do folículo piloso por bactérias Staphylococcus aureus, os conhecidos estafilococos. Dessa forma, o quadro é responsável por inflamação com pus e coceira, independente da região do corpo, desde que tomada por pelos.

Assim, a manifestação da foliculite estafilocócica só ocorre quando um ferimento permite que a bactéria penetre o organismo, infectando o folículo piloso e formando colônias na pele.

2 – Pitirospórica

Do mesmo modo, a foliculite pitirospórica é ocasionada por uma infecção. Nesse caso, ela ocorre pelo fungo Pytirosporum ovalle, o Malassezia, alojando-se nas regiões mais úmidas do corpo. Seu formato é de papulopústula, logo, é extremamente parecido com a acne.  Sobretudo, a foliculite pitirospórica se manifesta na região das costas, braços e peito.

3 – Foliculite por pseudomonas

Area de Mulher

Area de Mulher

Area de Mulher
Fonte: Freepik

Essa manifestação do caso também é conhecida por foliculite da banheira quente. Ela é transmitida por pseudomonas, as bactérias que proliferam em banheiras de hidromassagem, por exemplo, ou ambientes aquáticos no geral que não possuam níveis de pH e cloro bem regulados. A foliculite da banheira quente afeta áreas extensas do corpo, surgindo como erupções cutâneas cheias de pus que coçam bastante. É comum que a infecção apareça entre 8 horas a 5 dias após a exposição às pseudomonas.

4 – Pseudofoliculite da barba

Por fim, outra das foliculites superficiais é a chamada coceira de barbeiro, uma inflamação que normalmente apenas afeta homens. Seu aparecimento é mais comum sobretudo em homens negros adultos, no rosto e no pescoço. Todavia, mulheres que se depilam constantemente com cera quente também podem desenvolver a pseudofoliculite, geralmente na virilha e nas axilas.

No caso da foliculite profunda, porém, existem ainda:

5 – Foliculite eosinofílica

A manifestação no formato de manchas inflamadas e feridas com pus normalmente acomete pessoas com HIV. Ela surge no rosto e também nos braços, coçando bastante, espalhando-se pelo corpo e deixando manchas escuras. Contudo, não se sabe exatamente o que ocasiona o surgimento da doença, mas é possível envolva o Malassezia, fungo da foliculite pitirospórica.

6 – Sycosis barba

Do mesmo modo que a estafilocócica, a doença é ocasionada pela bactéria Staphilococcus aureus. As lesões normalmente surgem na região da barba, em toda a área após barbear. Seu formato é o de pústula ou de crostas, deixando a pele avermelhada. Quanto mais se barbeia, maior é a piora do quadro, deixando até mesmo cicatrizes.

7 – Foliculite Gram-negativa

O que é foliculite

O que é foliculite

Area de Mulher
Fonte: Dr. Lucas Fustinoni

Por outro lado, existe sim um quadro da foliculite associado à acne. Esse é o caso da foliculite gram-negativa, que surge após o uso de antibióticos para tratamento de acne ingeridos por um longo tempo. O uso constante desse tipo de medicamento altera a flora bacteriana, e seu aparecimento é mais comum no nariz, espalhando-se pelo rosto. Após cortar o uso do medicamento, as lesões somem de forma significativa, mas a piora do caso pode ser grave.

8 – Furúnculos e carbúnculos

Outra das infecções ocasionadas pelo estafilococos, a inflamação de furúnculos e carbúnculos pode ser extremamente dolorosa, ficando avermelhada e inchada. Quanto mais pus dentro da ferida, mais dolorida torna-se a lesão. É possível até mesmo que cicatrizes surjam após o aparecimento desse tipo de foliculite.

A secreção é formada por um acúmulo de bactérias, leucócitos e células mortas, tornando-se um abscesso. O carbúnculo, por sua vez, é um aglomerado de furúnculos. Seu surgimento é comum na parte de trás das coxas, nas costas, ombros e pescoço. Normalmente, o pus é drenado espontaneamente após alguns dias. Além disso, portadores de diabetes e idosos possuem mais propensão a desenvolver o quadro.

Tratamento da foliculite

Antes de mais nada, o tratamento da foliculite, dependendo da gravidade do caso, pode ser extremamente simples. Apesar disso, é essencial que ele ocorra durante as primeiras fases do problema, de forma que se torne ainda mais fácil resolvê-lo, além de impedir que se alastre para outras regiões do corpo. Para casos mais comuns, é recomendado higienizar a região com sabonetes antissépticos. Por outro lado, cada parte do corpo pode precisar de um tratamento diferente.

1 – Nas pernas

O que é foliculite

O que é foliculite

Area de Mulher
Fonte: Casa Saudável

Sobretudo, é comum que a foliculite que surge nas pernas seja ocasionada por bactérias que penetram o organismo por meio de pequenas feridas, como a depilação. Além disso, o uso de roupas muito apertadas intensifica o atrito do tecido na pele, o que dificulta o crescimento do pelo e o deixa encravado, outro dos sintomas do aparecimento da infecção.

Assim, para tratar a inflamação nas pernas, é preciso higienizá-las bem, lavando a pele com sabão neutro e água morna. Em casos mais graves, um dermatologista pode receitar pomadas antibióticas específicas, que devem ser ministradas de 7 a 10 dias.

2 – No rosto

Area de Mulher

Area de Mulher

Area de Mulher
Fonte: Lorena Dermatologista

Os homens possuem maior propensão para desenvolver quadros de foliculite no rosto, devido às complicações constantes da raspagem dos pelos da barba com lâminas. As inflamações são normalmente vermelhas e coçam bastante, podendo até mesmo infeccionar. Para tratá-las, é possível substituir a lâmina pelo barbeador elétrico, que evita infecções. Existe ainda a possibilidade de consultar-se com dermatologistas para que cremes específicos sejam receitados.

3 – Virilha e nádegas

Area de Mulher

Area de Mulher

Area de Mulher
Fonte: Tend Skin

Inicialmente, a foliculite que afeta a região da virilha e das nádegas é normalmente a por pseudomonas, principalmente em pessoas que frequentam regularmente banheiras de hidromassagem e piscinas, permitindo que a infecção do fungo se alastre na pele úmida, causando inflamações.

Nesse caso, é importante manter a pele sempre bem seca assim que sair da água, além de aplicar pomadas receitadas por um médico. Em casos mais graves, corticoides e antibióticos antifúngicos também devem ser ministrados. Outra solução para o problema é evitar a depilação com lâminas, que pode causar infecções.

4 – Axilas

Area de Mulher

Area de Mulher

Area de Mulher
Fonte: Derma Club

Assim como a foliculite que surge no rosto, a inflamação nas axilas ocorre pela depilação constante com lâmina, o que normalmente resulta em pelos encravados. O tratamento envolve a substituição da lâmina por outras opções de depilação e o uso de medicamentos anti-inflamatórios ministrados por um dermatologista.

E aí, o que você achou dessa matéria? Se te interessou, confira também Foliculite na virilha, o que é? Causas, tratamento e prevenção

Fontes: Tua Saúde, Dráuzio Varella, Minha Vida, Derma Club

Imagens: Freepik, Tend Skin, Casa Saudável, Lorena Dermatologista, Derma Club, Dr. Lucas Fustinoni, Vix

Essa matéria O que é foliculite? Causas, principais tipos e tratamento foi criada pelo site Área de Mulher.

Últimas