Empoderamento Feminino, o que é? História e como aderir

O termo Empoderamento Feminino vem sendo discutido há décadas e trouxe a tona reflexões importantes sobre o papel da mulher na sociedade.

No último ano, empoderamento feminino foi um dos termos mais procurados em sites de pesquisas. Palavras-chaves como feminismo, empoderamento, girl power e empoderamento feminino, tiveram um aumento de 160% de interesse. De acordo com o Google Trends, ferramenta que indica a frequência em que um termo é procurado na plataforma.

Avançamos em ciência e tecnologia. Discutimos bastante sobre o papel da mulher na sociedade, entretanto, ainda vivemos em um mundo patriarcal. O que significa que a mulher sempre ocupou um lugar de cuidadora, sendo vista apenas como mãe, esposa e dona de casa.

A exemplo disso é a conquista do direito do voto feminino.   Algo simplório para os dias de hoje. Mas à época, um marco para as mulheres. Uma das primeiras manifestações de inserção real da mulher como agente modificador na sociedade.

Certamente, hoje, debates sobre o lugar da mulher na sociedade contemporânea são frequentes. Apesar disso, ainda temos muitos resquícios dessa herança patriarcal. Por isso, é de extrema importância que o empoderamento feminino esteja incluso em agendas públicas a nível mundial.

Você com certeza já deve ter ouvido falar em empoderamento feminino, não é? Mas você sabe o que é?

Empoderamento feminino: História de luta e revolução

Empoderamento Feminino: o que é e como se inserir no movimento

Empoderamento Feminino: o que é e como se inserir no movimento

Area de Mulher
Mulheres em manifestação de 1932, a favor do Voto Feminino. Fonte: Patria Latina

O termo empoderamento (empowerment) teve sua origem nos Estados Unidos durante os movimentos de direitos civis, ocorridos nos anos 60. Os movimentos que tinham vários aspectos,  causaram impacto em níveis internacionais e foram liderados por mulheres feministas no campo do desenvolvimento e dos movimentos sociais, ocorridos em meados dos anos 70.

Ainda na década de 70, o conceito de empoderamento foi inserido em agendas políticas, sobretudo na América Latina. O princípio era analisar a conexão entre feminismo e empoderamento. Além de elucidar as preocupações sobre o conceito de emancipação das mulheres. As discussões sobre empoderamento se pautavam entre o individual e o coletivo. Apesar de ser entendido como um processo pessoal, mas, o qual pode ter influência do meio.

Ademais, o objetivo de promover essa equidade de gênero e ampliar o alcance do empoderamento, gerou a necessidade de discutir o termo em campos de desenvolvimento. E foi, em meados de 1980, que o conceito de Empoderamento se integrou ao Movimento Social de Mulheres, surgido em todo o mundo, com enfoque particular entre as feministas do chamado Terceiro Mundo.

Cólica menstrual – O que é, causas, sintomas e como aliviar

×

O Empoderamento – Uma nova concepção de poder

Empoderamento Feminino

Empoderamento Feminino

Area de Mulher
Foto por Liang Sen Xinhua, Eyevine, Redux.
Publicada no The New York.

A mudança desses paradigmas tiveram enfoque a partir dos anos 90, com mulheres assumindo papéis de provedoras e chefes de família. Neste sentido, a publicidade se volta para a mulher, quando a decisão de compra sai de um núcleo masculino e se volta para a mulher. Essa diminuição de hierarquia conjugal começa a ser concretizada no final do século XX.

Como resultado disso, o cenário nas famílias brasileiras começam a mudar. A propósito, de acordo com dados do IBGE (2015), as mulheres brasileiras, não só estão tendo filhos mais tarde, como são responsáveis por 87% das famílias. Por isso, lares chefiados por mulheres aumentaram em 67%, no período de 2010 a 2014.

Portanto, com uma participação mais ativa, o empoderamento feminino se torna alvo de discussões em todos os canais de comunicação.

O momento é de entender o papel da mulher – seja ele qual ela quiser, na sociedade contemporânea.

Empoderamento e reconhecimento das mulheres

Empoderamento Feminino

Empoderamento Feminino

Area de Mulher
Super Interessante

O empoderamento está intimamente ligado ao reconhecimento das mulheres, esse é um dos seus maiores princípios, uma luta para reconhecer a equidade de gêneros e enxergar a mulher como agente, parte da sociedade, que pode atuar em qualquer área, expressar suas opiniões e decidir qual caminho seguir.

O reconhecimento visa também a busca pela liberdade concedido ao homem, como a escolha de ter ou não filhos, casar ou não, se envolver politicamente ou não.

Discutir o empoderamento feminino é estar sempre desafiando a ideologia patriarcal e o machismo. É instigar, informar e acolher as mulheres, de modo que possam buscar recursos materiais para se empoderar, reconhecer seus lugares na sociedade e em muitos casos, transformar uma condição precária, pautada no isolamento, na agressão e abuso.

E antes de tudo, reconhecer que a desigualdade de gênero não está presente apenas em relações interpessoais, mas sim, enraizado em uma consistência social.

Que tal saber um pouco mais sobre como a mulher pode se empoderar, praticar a sororidade com outras mulheres e buscar sua emancipação? Um dos caminhos é o Empreendedorismo Feminino, leia e se inspire.

Fontes: www.sof.org.br/2015/06/12/publicacao-estatisticas-de-genero,  https://nossacausa.com/secao/empoderamento-feminino,  https://nossaciencia.com.br/artigos/dia-internacional-da-mulher-origens-da-luta-por-igualdade-de-genero-e-o-empoderamento-das-mulheres, https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/12528

Imagens: Super InteressantePatria Latina, The New YorkA Better Balance.

Essa matéria Empoderamento Feminino, o que é? História e como aderir foi criada pelo site Área de Mulher.