Diuréticos, o que são? Para que servem e opções de diuréticos naturais

Os diuréticos são remédios que ajudam no funcionamento dos rins e no processo de filtração e reabsorção de água e sais no organismo.

Você com certeza já ouviu falar sobre chás e remédios para acabar com o inchaço, certo? Esses remédios são o que chamamos de diuréticos, que aumentam a quantidade de urina do organismo, para assim poder eliminar sódio. Inclusive, a cerveja é um diurético. Você muito provavelmente já percebeu que quando bebe cerveja, logo tem vontade de fazer xixi, é por isso. Mas no caso da cerveja, ela só tem ação diurética, não se trata de um remédio diurético.

Os remédios diuréticos são usados para tratar algumas doenças, como hipertensão e insuficiência renal e cardíaca. Isso porque esses remédios atuam no funcionamento dos rins, influenciado o processo de filtração e reabsorção de água e sais. Desse modo, aumenta a quantidade de urina produzida pelo corpo, e ao intensificar o fluxo urinário, os diuréticos ajudam na eliminação do sódio, a principal causa dessas doenças.

Além disso, os diuréticos são indicados ainda para diminuir a retenção de líquido, o famoso inchaço corporal. Sendo assim, hoje vamos conhecer mais sobre esses remédios, além de alguns diuréticos naturais.

Os diuréticos

Diuréticos - O que são, para que servem e opções de diuréticos naturais

Diuréticos - O que são, para que servem e opções de diuréticos naturais

Area de Mulher
Veja

Existem diversos tipos de diuréticos, que agem em áreas diferentes dos rins, para assim facilitar a eliminação de sais específicos. Um exemplo disso é o ácido úrico, que pode se acumular no organismo, podendo causar várias inflamações nas articulações, como a gota e a artrite.

Muitos diuréticos contam com ativos naturais e são usados para combater a retenção de líquidos, consequentemente desinchando o corpo. Por esse motivo que os diuréticos são frequentemente relacionados ao processo de perda de peso. Contudo, apesar de diminuírem o inchaço, esses remédios não queimam a gordura. O que acontece é que a água também pesa, portanto, é esperado uma redução do peso. Mas não propriamente uma perda de gordura.

No entanto, apesar dos diuréticos serem remédios usados no tratamento de doenças, eles também apresentam efeito colateral. Um dos principais é a desidratação, por isso, quando está fazendo o uso de algum remédio diurético, é importante aumentar a ingestão de água. Até porque o corpo irá eliminar muito líquido e toxinas, e precisa ficar hidratado.

Mas além disso, o uso frequente de remédios diuréticos pode resultar na perda de potássio, ocasionando câimbras, perda do apetite, náuseas e vômitos. Sem contar a tontura e diminuição do volume sanguíneo. Sendo assim, antes de começar a usar um diurético, é importante consultar um médico.

Restrições para o uso de diuréticos

Apesar de muitos diuréticos serem naturais, o seu uso é restrito a algumas pessoas. Por exemplo, não são recomendados para pessoas que possuem hipertensão e já fazem o uso de remédios para controlar a pressão ou pessoas que apresentam alguma alteração cardíaca ou nos rins. Nesses casos, o uso desses remédios podem acabar prejudicando à saúde. Além disso, os diuréticos são contraindicados para mulheres gestantes e durante a amamentação.

Prematuro – Tudo sobre o parto e os cuidados com bebê prematuro

×

Quando fazer o uso de diuréticos

Diuréticos - O que são, para que servem e opções de diuréticos naturais

Diuréticos - O que são, para que servem e opções de diuréticos naturais

Area de Mulher
Sou Fitness

Sabendo de tudo isso, é importante ressaltar que esses remédios só deve ser usados sob orientação profissional. Os diuréticos são indicados para tratar algumas condições especificas. Tais como:

Excesso de líquido: os diuréticos, são recomendados para eliminar o excesso de líquido do corpo, especialmente durante a TPM, ou após um dia de excessos alimentares; Regular a pressão sanguínea: como os diuréticos diminuem o excesso de água no corpo, isso facilita a passagem do sangue pelas artérias. Ou seja, ajudando a regular a pressão sanguínea. Combater a celulite: isso mesmo, como um dos principais fatores da celulite é a retenção de líquido, o uso de diuréticos pode diminuir as celulite. Tratamento de infecção urinária: ao urinar, mais bactérias da uretra são eliminadas, assim, prevenindo e até tratando possíveis infeções. Inchaço corporal: os diuréticos ajudam a diminuir o inchaço, e melhora a sensação de pernas cansadas ou pesadas, em decorrência de varizes. Também podem ser indicados para tratar o inchaço após algum tipo de cirurgia.

Uma dica para potencializar ainda mais a ação do remédio diurético é praticar alguma atividade física após a ingestão. Dessa forma, a contração muscular irá estimular a circulação sanguínea, levando mais água para os rins e facilitando a sua eliminação.

Diuréticos naturais

Diuréticos - O que são, para que servem e opções de diuréticos naturais

Diuréticos - O que são, para que servem e opções de diuréticos naturais

Area de Mulher
Oficial Farma

Os diuréticos naturais são remédios bastante comuns e podem ser encontrados em qualquer farmácia. Vamos conhecer alguns dos mais populares:

Centelha asiática: essa planta atua como anti-inflamatório e estimulante da circulação sanguínea e pode ser encontrado em cápsulas. O recomendando é tomar 1 ou 2 cápsulas antes das principais refeições do dia. T_Sek: é um suplemento alimentar com ação diurética, muito indicado para diminuir o inchaço e retenção de líquidos. Com abacaxi, hibisco, chá mate, chá branco, chá verde, colágeno e capim-limão. Pode ser ingerido a qualquer hora do dia, diluindo um saquinho em um copo com 400 ml de água. Xpel: é um potente diurético de ervas, ele tem em sua composição extrato de chá verde e de semente de guaraná. Pode-se ingerir até 4 cápsulas durante o dia. Drenative: com extrato de café verde e abacaxi, tem ação termogênica e diurética. O ideal é tomar uma cápsula diariamente. Carqueja: pode ser encontrada sozinha ou em versões combinadas a outras ervas com ação drenante e antioxidante. Ideal para purificar o organismo e eliminar toxinas do sangue. O ideal é ingerir 2 cápsulas por dia. Cavalinha: com ação diurética e anti-inflamatória, a cavalinha ajuda no processo de emagrecimento. Recomendando tomar duas cápsulas diariamente. Hibisco: com ótima ação antioxidante, o hibisco é muito eficaz para eliminar líquidos acumulados no organismo. Recomendado tomar 500 mg duas vezes por dia. Dente-de-leão: além de ajudar a diminuir o inchaço, o dente-de-leão também ajuda a prevenir infeção urinária. Recomendando tomar de 1 a 3 cápsulas por dia. Cáscara sagrada: tem ação diurética, estimulante e laxante. Tomar no máximo duas cápsulas por dia. Chá verde: velho conhecido para diversas finalidades, o chá verde também é um ótimo diurético. Tomar uma cápsula antes das principais refeições.

Alimentos diuréticos

Diuréticos - O que são, para que servem e opções de diuréticos naturais

Diuréticos - O que são, para que servem e opções de diuréticos naturais

Area de Mulher

Além de remédios diuréticos, alguns alimentos também tem ação diurética e ajudam a eliminar o excesso de líquidos do corpo. Algumas frutas e vegetais estimulam os rins a liberar sódio na urina, limpando o organismo de toxinas, além de melhorar o funcionamento do órgão. Confira a seguir alguns alimentos diuréticos:

Melancia: a fruta têm 92% de teor de água, altos níveis de potássio, e diversas propriedades diuréticas. Além disso, a melancia tem aminoácido citrulina, que alivia os vasos sanguíneos e evita a infiltração de líquidos no tecido, o que diminui a retenção de água. Beterraba: rica em potássio, a beterraba é ótima para eliminar líquidos, além de ser um ótimo anti-inflamatório. Repolho: é conhecido por suas propriedades diuréticas e seu alto teor de fibra e água. O repolho roxo, por sua vez, além de propriedades diuréticas também contém antocianinas, que fazem dele um ótimo anti-inflamatório. Aipo: ideal para o tratamento de gota, justamente porque os ftalídeos do aipo tem efeito diurético, e são altamente eficazes na eliminação de ácido úrico do organismo. Pepino: fonte de água e de potássio, o pepino tem baixo teor de sódio, o que inibe a produção de ácido nítrico, o que reduz consideravelmente o inchaço. Além disso, por ter enxofre e silício, o pepino ajuda no funcionamento dos rins, e na eliminação de ácido úrico. Alho: além de um eficaz antioxidante, o alho também tem propriedades diuréticas. Salsa: usada como chá ou suco, a salsa é uma ótima opção para tratar a retenção de água. Desse modo, reduz a reabsorção de sais de sódio e potássio nos rins.

Enfim, o que achou dessa matéria? Aproveite para conferir também chás para desinchar.

Fontes: Drauzio Cuidaí Desinchá Tua Saúde

Imagem destacada: Supre Vida

Imagens: Veja Sou Fitness Elo 7 Oficial Farma

Essa matéria Diuréticos, o que são? Para que servem e opções de diuréticos naturais foi criada pelo site Área de Mulher.