ÁREA DE MULHER Congelar óvulos, o que é? Como é feito o tratamento e quando é indicado

Congelar óvulos, o que é? Como é feito o tratamento e quando é indicado

O congelamento de óvulos é um tratamento que visa a preservação da fertilidade da mulher, oferecendo a possibilidade dela engravidar no futuro. Essa matéria Congelar óvulos, o que é? Como é feito o tratamento e quando é indicado foi criada pelo site Área de Mulher.

Area de Mulher

Hoje em dia, mais do que nunca as mulheres estão priorizando outras coisas na vida, como sucesso profissional e estabilidade financeira, ao invés da maternidade. Contudo, isso não significa exatamente que elas não tem o desejo de ser mãe, apenas que pretendem fazer isso quando estiverem mais estabilizadas e preparadas para isso, o que ocorre geralmente por volta dos 30 anos. Mas sabemos que com o passar dos anos, as chances de engravidar diminuem consideravelmente. Sendo assim, a solução mais viável é recorrer ao tratamento de congelar óvulos.

Inclusive esse tratamento que consiste em uma técnica de preservação da fertilidade está muito em alta ultimamente. Segundo levantamento feito pela BBC News, o número de mulheres que congelaram os óvulos triplicou nos últimos anos. Isso se dá pelo falo que engravidar acima dos 35 anos é muito mais difícil e considerado arriscado falando do ponto de vista biológico. Isso porque a mulher já não produz tantos óvulos saudáveis nessa fase da vida.

Então, no caso de uma mulher que sonha em ser mãe, mas pretende engravidar no futuro, uma forma de garantir isso é através do congelamento de óvulos. Por isso, hoje vamos conhecer melhor o que é o tratamento de congelar óvulos, como funciona e em que casos ele é indicado.

Congelar óvulos

Area de Mulher

Area de Mulher

Area de Mulher
Expressão ABC e Litoral

O tratamento para congelar óvulos consiste em uma técnica de preservação dos gametas femininos. Portanto, é uma forma encontrada pela medicina de preservar a fertilidade por mais tempo, tendo em vista que a idade compromete a capacidade da mulher de gerar uma vida.

Sendo assim, o congelamento de óvulos é uma forma de minimizar as perdas em relação ao tempo de vida reprodutiva da mulher. Sem contar que a possibilidade de congelar e guardar os óvulos oferece maior pode de escolha da mulher sobre o melhor momento de engravidar, bem como atender outras necessidades, no caso de problemas de saúde, por exemplo.

Então, basicamente congelar óvulos é um procedimento onde os óvulos da mulher são captados e submetidos a um processo de vitrificação, ou congelamento. Após a captação, os óvulos são colocados em nitrogênio líquido, uma substância capaz de reduzir a temperatura a 196 graus negativos e em seguida são armazenados. Assim os óvulos permanecerão intactos até o momento em que a mulher decidir que é hora de fertilizá-los para engravidar.

Como é feito o congelamento dos óvulos

Area de Mulher

Area de Mulher

Area de Mulher
Segs

Quando a mulher então decide congelar óvulos ela dá inicio ao tratamento. Antes de mais nada, a paciente é submetida a uma série de exames e testes para avaliar a sua saúde e a sua reserva ovariana. Então, após a confirmação que ela está apta ao tratamento começa-se a fase de indução da ovulação.

Preparação

Normalmente, o ovário da mulher produz e libera um óvulo ao mês. Mas, no ciclo de indução da ovulação para congelar óvulos, os ovários da mulher são estimulados a produzir um número maior de gametas femininos em um único ciclo.

Isso é feito por meio de medicamentos injetáveis à base de hormônios. Desse modo, as gonadotrofinas são aplicadas diariamente por aproximadamente 12 dias. Essas injeções subcutâneas podem ser aplicadas pela própria paciente, causando um leve desconforto.

O médico responsável pelo tratamento irá acompanhar a eficiência do procedimento por meio de exames de sangue e ultrassonografias. Desse modo é possível medir a quantidade de folículos que se desenvolveram e mensurar a quantidade de óvulos que serão congelados.

Captação

Após finalizar a etapa de preparação dos óvulos, a próxima fase é a captação dos mesmos. A coleta acontece em até 36 horas após a última aplicação de injeção hormonal, por volta do décimo segundo dia após o início do tratamento.

Então, a paciente é anestesiada para não sentir nenhum tipo de dor ou desconforto durante o procedimento e com a ajuda de uma agulhada acoplada a um ultrassom endovaginal, os óvulos são captados. O procedimento de captação é muito rápido, e dura em média 15 minutos.

Após a coleta, o médio avalia todos os óvulos, e os que estiverem maduros, ou seja, com capacidade para serem fertilizados, são congelados em um recipiente com nitrogênio líquido a 196 graus negativos. E então, a qualquer momento em que a mulher decidir que quer engravidar, seus óvulos podem ser descongelados para serem fertilizados.

Quando é indicado congelar óvulos?

Area de Mulher

Area de Mulher

Area de Mulher
Mater Prime

Esse é um tratamento com alto índice de sucesso e que tem uma procura cada vez mais por mulheres em várias situações. Primeiramente que o congelamento de óvulos pode ser indicado para qualquer mulher que não deseja engravidar no momento, mas pretende fazer isso no futuro.

Portanto, quanto mais jovem ela for quando congelar os óvulos melhor, assim a qualidade dos óvulos será maior e as chances de engravidar também. Sendo assim, o recomendado é que o tratamento seja feito até os 35 anos de idade. Não que isso seja impossível depois dessa idade, porém as chances de engravidar no futuro serão menores.

O congelamento de óvulos também é indicado para mulheres com câncer que serão submetidas a tratamentos como radioterapia e quimioterapia. No caso de diagnóstico de câncer o mais indicado é considerar a preservação da fertilidade, uma vez que esses tratamentos podem acabar afetando a reserva ovariana e a fertilidade da paciente no futuro.

Outro caso que o tratamento pode ser indicado, é para mulheres que tem caso de menopausa precoce na família e querem garantir a possibilidade de engravidar um pouco mais tarde. Bem como em pacientes que por algum motivo precisam remover os ovários ou passarão por algum tratamento que pode afetar a sua reserva ovariana.

Dúvidas frequentes sobre congelar óvulos

Area de Mulher

Area de Mulher

Area de Mulher
Fertilivita

Então, antes de optar pelo congelamento de óvulos é importante entender algumas questões importantes. Portanto, como se trata de um procedimento um tanto quanto complexo vamos esclarecer algumas das principais dúvidas a respeito.

Melhor idade para congelar óvulos

Entre os 20 e 30 anos, as mulheres estão no auge da sua fertilidade. Sendo assim, o ideal é fazer o congelamento de óvulos nessa fase. Segundo recomendação da Sociedade Brasileira de Reprodução Humana (SBRA) a idade máxima recomendada para congelar os óvulos é de 35 anos. Não que seja impossível fazer isso depois dessa idade, mas é preciso estar ciente de que as chances de engravidar no futuro serão menores.

Prazo para manter os óvulos congelados

Após a coleta, os óvulos podem ser mantidos congelados por tempo indeterminado. Há casos em que a mulher engravida com óvulos congelados por mais de dez anos. Porém, a durabilidade e qualidade dos óvulos depende diretamente da sua preservação, ou seja, quando o congelamento é feito de forma correta.

Sendo assim, a mulher pode engravidar até na menopausa. Mas para isso é necessário um preparo do útero por meio de hormônios. No entanto, o recomendado é que a fertilização seja feita até os 50 anos de idade, já que após isso os riscos de complicação são maiores.

Efeitos colaterais

Como dito anteriormente, para ser possível congelar óvulos a mulher precisa passar por um tratamento de indução da ovulação feito por meio de hormônios. No entanto, a estimulação hormonal por gonadotrofina pode causar efeitos colaterais. Entre os principais estão: retenção de líquidos, dores abdominais e de cabeça, produção excessiva de óvulos e reações adversas a medicação.

Quantidade de óvulos que pode ser congelada

Não há um número limite, serão congelados quantos óvulos forem produzidos. Normalmente, esse número gira em torno de 20 a 30 óvulos, mas em alguns casos, as pacientes produzem até mais que isso.

Chances de engravidar

As chances de engravidar com óvulos congelados depende da idade da mulher e da qualidade dos seus gametas. Para se ter uma ideia, uma mulher que congelou os óvulos aos 35 anos e idade e pretende engravidar aos 40, as chances de sucesso são as mesmas se ela tivesse engravidado aos 35. Sendo assim, a probabilidade de sucesso é de 50% por tentativa quando os óvulos são congelados até os 35 anos de idade.

Valor do tratamento

Os custos de um tratamento para congelar óvulos varia entre R$ 12 mil a R$ 15 mil, dependendo da clínica de reprodução humana. Esse valor contempla todo o tratamento, desde a preparação, medicamentos, laboratório até a coleta dos óvulos. Mas além disso, é preciso arcar com a manutenção anual dos óvulos congelados, que varia entre R$ 500 a R$ 1.000.

Enfim, o tratamento consiste em um procedimento seguro é que oferece a mulher maiores chances de poder engravidar no futuro.

E então, o que você achou dessa matéria? Aliás, aproveite para conferir também Maternidade – 10 coisas que ninguém te conta sobre isso.

Fontes: Huntington Pró Criar Mater Prime Pró Criar

Imagens: Clínica Gera Expressão ABC e Litoral Segs Mater Prime Fertilivita

Essa matéria Congelar óvulos, o que é? Como é feito o tratamento e quando é indicado foi criada pelo site Área de Mulher.

Últimas