Alto Astral Tire suas principais dúvidas sobre remoção de tatuagem

Tire suas principais dúvidas sobre remoção de tatuagem

O processo de remoção vem sendo uma alternativa comumente aplicada

Alto Astral
Tire suas principais dúvidas sobre remoção de tatuagem

Tire suas principais dúvidas sobre remoção de tatuagem

Alto Astral

A tatuagem vem se tornando um procedimento cada vez mais comum entre pessoas de diversas faixas etárias. No entanto, com o passar dos anos, os desenhos podem se tornar desagradáveis para quem os possui e a alternativa mais viável para contornar a situação é a remoção de tatuagem. 

Recentemente, a atriz Priscila Fantin revelou em suas redes sociais que pretende remover algumas de suas 25 tatuagens. Após ver um resultado eficaz do procedimento, decidiu fazer e tem se surpreendido positivamente. Sobre a dor, ela afirmou que passa rápido e que, a longo prazo, vale a pena.

Segundo a médica dermatologista, Dra. Nina Rosa Rigoni, o laser é o método mais adequado de escolha para a remoção da arte. "Ele atua promovendo uma explosão, em pequenos fragmentos, dos grãos de pigmento da tatuagem. Esses pedaços de tinta, acabam sendo removidos pelo seu sistema imunológico", explica. 

O incômodo varia de acordo com a região, tamanho, cores do desenho e sensibilidade do indivíduo. 

As tatuagens profissionais escuras, demoram uma média de 6 a 12 sessões para se ter um resultado, com remoção aproximada de 65 a 98% do pigmento. Já as grandes, multicoloridas, média de 8 a 20 sessões, com remoção aproximada de 60 a 85% do pigmento, informa a médica.

Algumas cores absorvem menos o laser e são mais difíceis de serem removidas, demorando mais tempo para sair. São exemplos disso o branco, verde, amarelo e laranja.

Antes do procedimento, é fundamental que a tatuagem esteja bem cicatrizada e com a pele da região hidratada. O laser também não pode ser feito em peles queimadas do sol.

Após o procedimento, também não é indicado usar roupas ou acessórios que causem atritos na região pelos primeiros 15 dias. A região também não pode ser exposta ao sol nas duas semanas seguintes à sessão, por isso, dependendo da tatuagem, fazer no verão não é aconselhado

Existe contraindicação no caso de gravidez ou se o indivíduo possui alguma doença autoimune, sensível à luz do laser. A médica recomenda que ao decidir por fazer uma tatuagem, a pessoa tenha muita consciência, pois a remoção da mesma pode não ser tão satisfatória como os pacientes imaginam. 

Consultoria: Dra. Nina Rosa Rigoni, dermatologista da Clínica Carvalho Concept

Últimas