Alto Astral Que fofura! Confira 5 dicas para receber um filhote em casa

Que fofura! Confira 5 dicas para receber um filhote em casa

Antes de receber seu amiguinho de quatro patas, saiba como lidar com a sua chegada

Alto Astral
Que fofura! Confira 5 dicas para receber um filhote em casa

Que fofura! Confira 5 dicas para receber um filhote em casa

Alto Astral

A chegada de um novo melhor amigo nem sempre é fácil. No começo, o animal pode se sentir acanhado, estranhando tudo a sua volta. A agitação é natural, principalmente quando o animalzinho for filhote, visto que ele nunca teve contato tanto com as pessoas da casa quanto com o local em si. 

Amante dos animais, a publicitária Francine Ther possui um canal no Youtube sobre seus amigos de quatro patas: Jotapeg e Pudim. Através de vídeos divertidos, ela sempre destaca que o quem deve se acostumar é a família, e não o animal. “Desde a chegada do filhote, a gente que acaba se adaptando a ele. Não o contrário”, diz Francine.

Dentro desse contexto, veja algumas dicas para lidar com a chegada do novo amiguinho em seu lar.

Comer objetos

É muito comum os filhotes comerem os objetos de casa, principalmente calçados, itens soltos ou até mesmo alguns móveis. Nessas horas, é preciso ter uma atenção redobrada ao deixar chinelos ou utensílios de maior valor fora do alcance do bichinho. Para evitar dores de cabeça, invista nos brinquedos específicos para cães, eles ajudam muito.

Local de dormir

Cada família tem uma rotina e ela deve ser respeitada, mesmo com a chegada do novo animal. Quando já tem um pet em casa, ele acaba seguindo os passos do primeiro e dormindo no mesmo lugar, por exemplo. Do contrário, é importante estabelecer em qual área o cãozinho deve dormir, para que ele se habitue desde o início.

Adaptação com outro cão

Quando já existe um pet na residência é preciso ter atenção especial ao cãozinho que já estava ali. Não é porque chegou um novo cachorro que o antigo deve ficar de lado. A relação entre os animais deve ser incentivada e o carinho dividido igualmente entre os dois.

Xixi fora do lugar

Talvez esse seja o ponto mais delicado em relação à chegada de um animal. Para definir o local das necessidades fisiológicas do seu amigo, é preciso ter muita paciência. Com dias de treinamento e resiliência, seu cãozinho se acostumará a fazer o xixi e cocô em apenas um lugar, mas se prepare porque isso não vai acontecer do dia para a noite. Vale restringir o espaço dele a um local menor, pois assim, você já dará a ele uma ideia melhor de onde será o seu banheiro.

Consultoria: Francine Ther, criadora do canal do YouTube e redes sociais do AMIGO PUG.

Últimas