Alisar o cabelo pode custar a vida. Conheça os riscos do formol

Mulher morreu após fazer uma escova progressiva e reacendeu o debate sobre o uso do componente químico nos salões de beleza

O uso do formol para alisar cabelos pode causar intoxicação e morte

O uso do formol para alisar cabelos pode causar intoxicação e morte

Area de Mulher

De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), 35% dos fiscais que atuam nos estados e municípios relataram ter encontrado o uso irregular de formol em alisantes. Na última segunda-feira (16), Leidiane Ferreira dos Santos, de 31 anos, morreu após fazer escova progressiva e, apesar de a causa ainda não ter sido confirmada, os médicoas afirmaram que havia grandes quantidades da substância no corpo da mulher.

A dermatologista Natasha Crepaldi explica os riscos de realizar o procedimento. “Os sintomas da intoxicação são variados e podem aparecer como fortes dores de cabeça, vertigem, dor de garganta, tosse, redução da frequência respiratória”. No caso de Leidiane, ela chegou a ficar internada com sintomas de falta de ar, queimação pelo corpo e irritação na pele.

 Leidiane Ferreira dos Santos morreu após progressiva

Leidiane Ferreira dos Santos morreu após progressiva

Arquivo Pessoal

A dermatologista também alerta para o risco fetal e cancerígeno da substância. “Não adianta procurar no rótulo, porque a substância tem muitos nomes diferentes. Na dúvida, pedir para ver a certificação dos produtos que, regulamentados, têm o número de registro da Anvisa”.

De acordo com o artigo 273 do Código Penal, o uso de formol é considerado infração sanitária e crime hediondo. No entanto, a especialista destaca a importância de procurar locais seguros e profissionais bem qualificados, com boa reputação, já que não é raro os produtos serem alterados com um pouco da substância para ter a ação pontecializada.

A Polícia Civil considera a morte por alergia a produtos químicos da escova progressiva como uma das causas mais prováveis da morte da mulher.

Outra substância perigosa

De acordo com a Anvisa, o glutaraldeído (glutaral) é outra substância usada de forma irregular para alisar cabelos. Por ter a composição química semelhante à do formol, os riscos para a saúde também são parecidos.

A coordenadora de Serviços de Interesse para a Saúde da Anvisa, Alice Souza, fala sobre os malefícios do formol. Assista ao vídeo: